A arte de viajar com arte

A Laura Ammann e o João Rizek são dois amigos queridos que estão lançando um serviço sensacional chamado ARTSY Travellers: eles acompanham você pelos museus de Berlim e Potsdam mostrando os acervos e contextualizando tudo o que você vai ver.

Se você gosta de arte, mas não entende muito, não se preocupe: eles fazem uma entrevista para descobrir quais os museus você acharia mais interessante e que tenham mais a ver com seu perfil. E olha, precisa mesmo, pois são nada menos que 175 opções, sem falar nas inúmeras galerias de arte. Aí eles montam um roteiro especial considerando o que você gostaria de ver, o tempo e o orçamento disponíveis, usando a linguagem mais próxima à sua realidade.

Se você gosta de arte e entende bastante, também está com as pessoas certas; a Laura está fazendo mestrado em História da Arte na Humbold Universität e o João faz mestrado em Antropologia Visual na Freie Universität. Ambos têm cursos em várias áreas (cinema, música, produção editorial, museologia, colecionismo e curadoria); então, o ótimo papo e as informações de excelente nível estão garantidos. E o melhor: sem nada de afetação, como seria de se esperar em gente com currículos tão estrelados.

Hoje fui fazer uma visita guiada com eles num dos meus museus preferidos: a Gemäldegalerie, que tem mais de mil obras em seu acervo, com pinturas europeias entre os séculos XIII e XVIII e grandes mestres como Rembrandt, Caravaggio, Rubens, Vermeer e muitos outros que não ficam devendo nada aos maiores museus do mundo. Posso dizer que, apesar de já ter ido lá algumas vezes, minha percepção mudou bastante com a visita, pois a Laura, que assiste a algumas disciplinas do mestrado nesse local, tem informações de bastidores interessantíssimas.

Outra coisa importante: por mais que você entenda bem inglês (a maioria dos passeios guiados especializados oferece essa língua), o conjunto de referências que a gente tem como os falantes da língua portuguesa, especialmente no Brasil, é muito importante. Fica muito mais fácil de entender contextos quando a gente consegue fazer comparações e metáforas com coisas que já conhecemos bem.

Além do mais, eles são super atenciosos em cada detalhe; se você tem interesse e entra em contato pelo site, recebe um documento com todas as informações sobre as visitas (tipos de museus, tamanho de grupos, compra de tickets garantidamente sem fila e pelo menor preço, valor dos honorários, etc) e ainda responde a um questionário que serve como base para eles fazerem a proposta de passeio de acordo com seu perfil e interesses.

E pode ser melhor? Sim, pode! Olha só que máximo: no final, depois que você volta do passeio, ainda recebe por email um resumo de tudo o que viu, as principais obras, a história do local, enfim, o registro que vai finalmente tornar essa experiência uma lembrança inesquecível.

Coloque aí na sua lista quando vier a Berlim; dou minha palavra que você não vai se arrepender.

NOTA: Isso não é um Publipost, apesar de parecer. É que sou mesmo muito fã do trabalho dos dois e nunca recomendo nada que não me empolgue de verdade. Pode ir com fé que eu garanto!

João Rizek e Laura Ammann, da ARTSY Travellers.

 

 

Deixe um comentário

* Todos os campos são necessários