A tropa na empresa

Quando a designer Janaína Ramos me mandou esse e-mail marketing que ela recebeu, concordei totalmente com a percepção da moça, mas fiquei na dúvida sobre publicar o flier virtual porque nele aparece a foto do palestrante e não queria expô-lo. Até troquei uma ideia com a Janaína e no final concordamos que a crítica não é sobre a competência do profissional (que não conhecemos), mas a maneira como o evento foi divulgado.

Gente, vamos combinar: será que a tropa de elite representada no filme homônimo é lá modelo para se implementar em uma empresa?

E tem mais: pelo jeito, continua o festival de maiúsculas/minúsculas; parece que as regras foram para o espaço mesmo. De qualquer maneira, fiquei muito preocupada com o auto impacto (será que é quando as viaturas se chocam?). Sobre o hífen não falo mais, mas parece que faltou um “s” e uma crase na segunda linha da “Entrada”. Sem falar que o pessoal do Photoshop pegou pesado; chegaram até a arrancar um dos braços do homem (já que o tema é violência…).

Aqui há problemas na forma, no conceito e na função. Pelo menos, a Janaína e eu achamos. E você?

palestra1

4 Responses

  1. Avatar
    Clô♥
    Responder
    23 abril 2010 at 3:22 pm

    “degratis” imagine quem fez o cartaz…

  2. Avatar
    23 abril 2010 at 5:10 pm

    Pelo menos o cartaz valeu pelas boas risadas. E feijão com biscoitos? Pobre dessas crianças…

  3. Avatar
    Priscila
    Responder
    23 abril 2010 at 6:30 pm

    E o que eles quiseram dizer com (1) pacote e (1) kilo??? Céus…

  4. Avatar
    27 abril 2010 at 4:31 pm

    Achei obscuro!
    Achei emocionalmente e visualmente desequilibrado e violento!
    Achei “micreiro”!
    Achei ex-presidiario!
    Achei osso duro de roer!
    Achei uma M*****!

    P: Pagou direitos autorais pro José Padilha?
    R: I guess I did not pay!

    obs…… Não tive coragem de ler, sobre o que se trata!

Leave A Reply

* All fields are required