Abelhinha

Ilustração: Jason Thielke

Dia 8 de março é o dia da mulher. E é também o dia do aniversário da minha diarista.

A Vâni é uma das mulheres mais extraordinárias que já tive a honra de conhecer na vida. Temos praticamente a mesma idade (44), mas vidas e experiências muito distintas; fico fascinada com a força que ela tem. Penso que eu, você e a torcida do Flamengo iríamos comer poeira se tivéssemos que enfrentar as feras que essa mulher detona.

Nascida no oeste de Santa Catarina, falava um dialeto italiano até os 17 anos, quando veio para a capital aprender a ler e a falar português. Foi um início bem complicado – como conseguir emprego sem falar a língua (nem entender)? Mas ela não se fez de rogada; sofreu muito, mas conseguiu seu lugar sob esse sol manezinho.

Há 12 anos, essa moça luta contra um câncer na cabeça que já se imiscuiu em outras partes de seu corpo algumas vezes, e ela sempre ganha; não raro, faz quimoterapia e faxina na mesma semana. Ela só tem metade de um dos pulmões funcionando, mas está sempre de alto astral, fazendo planos e rindo.

Empreendedora obstinada, é a única pessoa que conheço que conseguiu trabalhar e juntar dinheiro para comprar um apartamento à vista, fruto de muitas faxinas, depilação, comida para festas e venda de cosméticos. Generosa, ainda ajuda a criar os 3 sobrinhos que praticamente moram com ela, uma vez que a mãe deles não é tão boa administradora. A Vâni os chama carinhosamente de “meus pintinhos”.

Fui procurar alguma coisa para dar de presente para essa formiga atômica tão querida, mas estava um pouco difícil. Perfumes e cosméticos, nem pensar. Há anos ela figura no topo do ranking entre as maiores vendedoras do Brasil tanto da Natura como da Avon (ela faz os pedidos pela internet, essa danada inteligente). Já ganhou prêmios diversos, inclusive viagens, que adora.

Mas tem outra coisa que faz os olhos dessa menina brilharem: os livros. Todo mês ela separa R$ 100 para comprá-los, e é bem eclética. Encantou-se com a série Crepúsculo (que ainda não li), mas também adorou 1808 e 1922, sobre história do Brasil. É das poucas pessoas que tem acesso livre à minha estante e pode levar o que quiser (e olha que sou ciumenta; já perdi alguns dos melhores livros emprestando-os para gente de memória fraca).

Pois ontem fui a uma livraria para tentar descobrir o que ela gostaria. Entre outros volumes, peguei nas mãos “Pequena abelha”, de Chris Cleave. Conta a história de duas mulheres que se encontram em uma situação muito complicada, numa praia da Nigéria, em plena guerra do petróleo. Quando olhei no relógio, já estava na página 71. Aí tive que comprá-lo e ler o resto em casa (desculpe, Vâni, mas é o controle de qualidade).

Se tem um livro adequado para o dia em que se homenageiam as mulheres, é esse aí. As personagens têm medo, mas são fortes e enfrentam coisas aterrorizantes e inimagináveis, com uma dignidade que faz a gente se emocionar. Os fatos nos fazem rever nossos valores e pensar o que faríamos se estivéssemos no lugar de qualquer uma das duas. Com uma guerra pelo petróleo como pano de fundo, história é cheia de acontecimentos que provocam fome pela próxima página. Muito bem escrito, o livro é bordado com aquela ironia fina que amarra o leitor. Acho que a Vâni vai gostar.

Feliz aniversário, minha querida amiga e incansável abelhinha.

13 Responses

  1. 7 março 2011 at 5:19 pm

    Ligia, obrigada pela correção do meu post.. que seria de mim sem uma especialista por perto. Acabei chegando aqui e vi este post lindo..eu adoro abelhas e essa abelhinha é comum entre nós. Tenho um livro de infância chamado ” A abelhinha feliz” um raro dos anos 70 de Ivan Engler De Almeida. Nesta obra a abelhinha quer viver muitos anos, mas isso é privilégio apenas da rainha. Então ela acaba se aventurando e aprontando algumas…para conseguir o que quer – é muito fofo. Eu estava mesmo pensando em chamar a Vani de volta aqui pra casa…até hoje não encontrei ninguém com as qualidades dela. Quando ela faz a geral na casa é melhor até sair, é um furacão, tira tudo do lugar! Ela merece mesmo ter nascido em 8 de março. Parabéns Vani!

  2. 8 março 2011 at 1:04 pm

    Guria, me fiseste chorar, me emocionar ao conhecer mais alguns detalhes dessa guerreira que exemplifica muito bem a RAÇA MULHER e nos faz sentir vergonha de reclamar (quando o fazemos)
    Parabéns Vâni!!!Tu és o Máximo!!!! Mil Beijos coloridos, te desejo muita saúde e as melhores coisas que Deus pode te proporcionar.

  3. Alice
    Responder
    8 março 2011 at 4:55 pm

    Ligia, linda história e emocionante a forma como você contou! Parabéns Vâni, no meio de tudo isso ainda encontra tempo para ler. Pessoas como você nos dão exemplo de vida!

  4. ivani vanzella
    Responder
    8 março 2011 at 9:54 pm

    Ligia muito obrigada .nossa fiquei super feliz.mas estou me esforçando para evoloir um pouquinho.Ariane Clotilde e Alice .parabéns pelo seu dia tb bj .

  5. Usha Velasco
    Responder
    8 março 2011 at 10:40 pm

    Linda homenagem! Difícil fugir do clichê: lição de vida. Parabéns pra Vâni!

  6. 7 março 2013 at 7:31 am

    Parabéns Pra Vani.
    Lígia. Que bom que você errou a data. Estamos preparando a edição de amanhã do nosso site. Todos os posts serão dedicados às mulheres (tem um artigo do José Carlos Fernandes sobre a Enedina Alves Marques que você vai adorar).
    Assim, se você permitir, vou colar este seu belíssimo artigo também. Vai ficar show.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      7 março 2013 at 10:44 am

      Mas é claro, queridão! E a Vâni vai adorar saber que está ficando famosa….eheheheh
      Beijocas 🙂

  7. Pri-k
    Responder
    7 março 2013 at 8:36 am

    Coisa linda!!
    Penso que existem dois tipos de pessoas que inspiram, a Vâni (tipo minha mamy) e, o outro a D. Lígia, certamente não foi por acaso que se encontraram.

    Parabéns à Vâni!
    Acredito que você seja uma pessoa muito especial, que continues vencendo com vigor todas as batalhas que a vida te propõe. Que seus dias sejam mais lindos a cada a ano, na medida que você for capaz de acreditar.

    Bjx no coração!

    • 7 março 2013 at 9:20 am

      Lígia. Você precisa inventar um botão de CURTIR aqui no seu site. Pra gente poder manifestar alguma coisa num comentário bacana como esse da Pri-k. 10!

      • ligiafascioni
        ligiafascioni
        7 março 2013 at 10:42 am

        Aahahah… o site/blog não foram feitos por mim, por isso não sei como incluir. Mas se gostou, é só compartilhar no Facebook, Twitter ou outras redes sociais (tem um botãozinho embaixo dos posts).

        Obrigada 🙂

      • Pri-k
        8 março 2013 at 5:14 pm

        Hahahaha…
        Gostei da ideia!!

        😀

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      7 março 2013 at 10:43 am

      A Vâni é uma inspiração mesmo, Pri-k. E fico muito orgulhosa de você me colocar no mesmo patamar que ela (apesar de achar que não mereço, pois essa mulher é fora de série).

      Beijinhos e obrigada 🙂

      • Pri-k
        8 março 2013 at 5:15 pm

        Imagino.
        São inspirações diferentes!

        Bjxxx

Leave A Reply

* All fields are required