Agora vai

Sempre gostei de estudar e estava estranhando essa minha malandragem aqui em Berlin. Além de andar na rua o maior tempo possível, em casa não consigo me concentrar nos exercícios de gramática de sopinha de letras, ainda mais conectada na internet. Hoje estava pensando numa solução, pois essa língua não é fácil e eu realmente preciso me aplicar mais se quiser conseguir manter uma conversinha básica até o final de 2012 (minha meta: fazer um upgrade do inglês, que está no nível “se vira bem” para o nível “impecável“, e do alemão, que está no nível “Das Buch ist auf dem Tisch” para o nível “se vira bem“).

Aí comecei a lembrar de como costumava estudar nos tempos de engenharia e caiu a ficha: biblioteca!  Eu sempre amei bibliotecas. Aliás, biblioteca para mim é um lugar sagrado; toda vez que entro numa fico pensando em quantas vidas foram dedicadas a produzir todo aquele conhecimento. Minha concentração aumenta bastante e fico muito mais produtiva (ainda mais se não tiver internet na mesa). Pois fui procurar as bibliotecas em Berlin e escolhi a da Universidade Alexander von Humboldt (não ia deixar por menos, né?).

Para se ter uma ideia do naipe dos professores e alunos, Einstein dava aulas lá, Marx Plank estudou e mais uma meia dúzia de Prêmios Nobel frequentou e pesquisou. Mais inspiração do que isso, impossível.

Claro que a universidade tem vários prédios, uns mais antigos e outros mais recentes. O da bilioteca ocupa quase meio quarteirão e é bem modernoso. São seis andares de salas de estudo e livros.

Depois eu conto a epopéia para conseguir entrar no lugar (os alemães adoram complicar as coisas mais simples), mas minha tarde foi maravilhosa. Quem sabe, respirando o mesmo ar que essa gente inteligente, eu consigo aprender um pouco mais, né?

Tive que tirar as fotos bem discretamente com o celular, para não passar por “mané deslumbrada” que é o que de fato eu sou…

Hall de entrada, cheio de computadores para quem quiser usar
Cada mesa tem uma tomada e uma luminária própria
O vão central tem vista para todas as estantes
As salas de estudo individual são construídas em forma de "escada" terminando no vão central. Se eu tivesse que desenhar um paraíso, não ficaria tão bom...

3 Responses

  1. Avatar
    6 dezembro 2011 at 6:18 pm

    Lígia, parabéns por essa visita. Tenho certeza que só respirando esse ar já terá uma boa vantagem em relação os que não conhecem esse biblioteca.

    Sucesso.

    Prof. Fabio.

* All fields are required