Bicicletas chiquérrimas

Se tudo der certo (e vai dar), a partir do segundo semestre deste ano vou trocar meu carro por uma bike. O modelo não importa muito, desde que o banco seja confortável (sofro com os bancos duros).

Mas olha só que coisa mais linda desse mundo o acessório que a holandesa Simeli (onde mais, se Amsterdan é a cidade das magrelas?) bolou: uma capinha meiga de crochê que, com certeza, sua avó sabe fazer.

Ficou lindo, charmoso e bem mulherzinha mesmo. Como não amar?

Tem para vender aqui.

10 Responses

  1. Avatar
    Aline Pimentel
    Responder
    14 maio 2011 at 6:40 pm

    Curti demais essa capinha pra bicicleta! (L)
    Coisa mais fofa, e mulherzinha mesmo!

    Curti a atitude também Ligia, se aqui em Recife eu não corresse o risco iminente de ser atropelada por um ônibus eu até passaria a andar de bike pela cidade.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      14 maio 2011 at 8:47 pm

      Oi, linda! Mas é que vou me mudar para uma cidade onde isso é possível. Infelizmente, aqui ainda não dá…

  2. Avatar
    14 maio 2011 at 7:15 pm

    Bacana, heheh. Engraçado que eu comecei a reforma na minha hoje mesmo e as primeiras coisas que comprei foram: cadeado (que eu estava sem), sineta e o selim.

    A dica que eu recebi de um rapaz que estava lá na oficina é essa: procure por um selim que tenha a parte central vazada. É um modelo mais confortável por que tem uma quantidade generosa de espuma e por que não faz tanta pressão naquela região entre as pernas, se é que me entende! ;P

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      14 maio 2011 at 8:47 pm

      Entendo perfeitamente…eheheheh
      O pessoal fala que bom é aquele banco de gel, vou procurar. Com certeza não sou a única que fica com a área de lazer dormente…eheheheh

  3. Avatar
    Andrea
    Responder
    14 maio 2011 at 9:13 pm

    Que legal! Eu penso todos os dias que queria ter uma bike power pra andar por tudo, mas aqui em Joinville ta dificil. Engracado, que a cidade das bicicletas nao tenha ciclovias por toda a cidade.
    Mas fiquei curiosa pra saber pra onde vc vai… conta!

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      15 maio 2011 at 9:30 am

      Breve você saberá…eheheh

  4. Avatar
    15 maio 2011 at 11:15 am

    Mas diz aí: é em Santa Catarina mesmo ? ( sou curiosa)

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      15 maio 2011 at 7:59 pm

      Aahahahah…não, é beeeem longe! Cruzando o oceano..

      • Avatar
        16 maio 2011 at 7:38 pm

        ai que máximo!

  5. Avatar
    Jonas Ferrari
    Responder
    17 maio 2011 at 10:38 am

    Oi Lígia!

    Na verdade, este acessório é bem velhinho e já caiu em desuso aqui no Brasil.
    Eu mesmo tenho uma bicicleta antiga que já vem preparada para este acessório.
    Diz minha sogra(antiga dona da magrela), que a rede funcionava como uma proteção para que os longos vestidos das moças não entrasse dentro da roda. Também servia de proteção para os pés das crianças que eram trasnportadas na “garupa”.
    Segue o link de uma bicilceta identica a minha.

    http://www.bicicletasantigas.com.br/arquivos/portal/galeria/m94.htm

Leave A Reply

* All fields are required