Berlim nunca mais será a mesma

Sabe quando você ama uma cidade do fundo do seu coração, declara esse amor todo dia com fotos, faz propaganda, elogia, mas queria fazer muito mais? Pois encontrei mais uma pessoa com a mesma paixão e a mesma vontade: a queridíssima Nicole Plauto, do Agenda Berlim. Personalidades diferentes, talentos complementares; a combinação perfeita para criar um negócio que vai fazer diferença na experiência das pessoas. Juntamos ilustração, história, fotografia, cultura, storytelling, humor, redes sociais e muito amor por Berlim num projeto só.

A gente queria que o povo pudesse levar um pouquinho dessa magnífica cidade para casa, mas que não fosse algo estático e convencional. Queríamos algo com história, uma coisa dinâmica que fizesse parte do dia-a-dia quando a pessoa voltasse de viagem, que tivesse significado. Aí surgiram os Wesen. Estamos trabalhando nisso há nove meses e olha a coincidência: hoje nosso projeto vai nascer para o mundo!

Os Wesen são plush toy arts com uma história bem interessante: na verdade, são seres de outro planeta que assumiram essa forma com a nossa ajuda, para serem mais amigáveis e confortáveis para os seres humanos. Mas por que isso? É que lá no planeta deles, na Galáxia de Andrômeda, todas as profissões são criativas (o trabalho rotineiro é feito por máquinas). Aí eles costumam passar um tempo em outros planetas, misturados com a população, para ampliar seu repertório de experiências (já falei várias vezes que, sem repertório, não tem inovação). Essas mentes criativas são completamente livres de preconceitos (pelo menos os que existem na Terra) e enxergam tudo com um olhar curioso e cheio de vontade de aprender. Escolheram Berlim porque aqui existe tolerância e respeito à diversidade; eles podem circular sem chamar atenção e conhecer gente de várias partes do mundo.

Os Wesen só se comunicam telepaticamente (a Nicole e eu ficamos observando esses seres exóticos por anos e demoramos para conseguir fazer contato). Ficamos tão encantadas com a história deles (são uns fofos, você vai ver) que resolvemos ajudá-los a ampliar a interação com os humanos. Por isso, ensinamos a eles como usar as redes sociais.

Essas criaturas (Wesen são criaturas em alemão) vão passear por Berlim, visitar teatros, museus, cafés, parques, eventos (as preferências vão de acordo com a personalidade de cada um) e compartilhar tudo nas redes sociais, com fotos e impressões; às vezes eles perguntam coisas que não conseguem entender muito bem. É a hora que os seguidores entram em ação para ajudá-los.

Eles usam um portal secreto escondido na cidade para chegar em Berlim e nem nós sabemos onde está localizado (se tiver alguma pista, compartilhe usando #wesensecretportal); de tempos em tempos, chegam novas expedições.

A primeira expedição assistida por mim e pela Nicole é formada por Helga, uma Professora de História do Cosmos super sarcástica e debochada que, por força de sua profissão, adora história e museus (ela vai contar tudo o que vai ver na cidade); Jean-Pierre, um Desenvolvedor de Genialidade Artificial que interessa-se essencialmente por tecnologia e por gente, principalmente pela maneira como são tomadas decisões — ele gosta de observar a reação das pessoas à aparência dele. Jean também adora arte, boa comida, bons vinhos e ama maquiagem. Mia é Coreógrafa de Notícias (essa é uma das maneiras mais populares de comunicação lá em Andrômeda); recém saída de um relacionamento, quer aproveitar ao máximo a experiência na Terra. Não perde uma festa e gosta de moda, culinária natural, animais e interessa-se, sobretudo, pela maneira como as pessoas se mexem.

Estamos trabalhando, em paralelo, para fabricar clones dos Wesen. Serão edições limitadas (sempre números primos, que são a base deles lá em Andrômeda) e numeradas, que incluirão um visto de permanência no planeta e autorização para que o humano o leve para viver em sua própria cidade, contando como as coisas funcionam lá. O humano também deve compartilhar essas experiências pelas redes sociais, pois só assim o Wesen original terá acesso a tudo. Imagina quanta informação isso vai gerar! Todas as cidades do mundo são interessantes para os Wesen e você poderá conhecer todas elas só seguindo esses queridos nas redes sociais!

Sem dizer que, a qualquer momento, novas expedições podem chegar, com novos Wesen e novas histórias, que vão gerar séries, games e mais um monte de coisas.

A Nicole e eu estamos muito empolgadas com nossos novos amigos e esperamos que vocês também curtam acompanhar o dia-a-dia deles no Facebook e no Instagram.

Aqui um vídeo com o resumo da história (com legendas em português).

Abracadabra para você no ano novo!

Você sabia que os gnósticos helênicos usavam a palavra abracadabra para denominar um talismã que representava o curso do sol durante 365 dias? E tem mais…

É a mesma palavra mágica usada nos contos árabes para abrir portas difíceis que guardam tesouros. Os sírios, mais tarde, atribuíram ao nome poderes especiais de cura. E como se não faltasse mais nada, abracadabra também significa “Que Deus proteja“.

Ano passado, nesse dia, estávamos na Argentina, na nossa viagem anual de moto e a gente nem sonhava que estaria morando em Berlin agora.

Os anos que iniciam são sempre mágicos, misteriosos, cheios de portas, segredos e surpresas. Cabe a cada um de nós decidir o uso que faremos da nossa abracadabra… desejo tudo de melhor para o que cada um de vocês escolher!