Aula de bom humor

Acabei de voltar de uma palestra com o responsável pelo marketing da BVG, responsável pelo transporte urbano de Berlim. Eu já admirava a empresa e a maneira como ela se posiciona no mercado, mas agora virei fã de carteirinha (na verdade, tenho o ticket anual que é uma carteirinha mesmo…rsrsrs).

Até eles desconhecem um case de empresa de transporte urbano que consegue ser tão lúdica, debochada e ainda rir (muito) de si mesmo e dos clientes o tempo todo.

Na palestra, ele mostrou a estratégia que há por trás, a promessa, a personalidade e a “inszenierung” (não sei como traduzir, pois encenação não fecha) da marca.

A promessa é o “weil wir dich lieben” ou “porque nós amamos você”, que também é o slogan. Eles debocham, brincam, mas prometem cuidar.

A personalidade é o “berliner Schnauze“, que ao pé da letra é o “focinho berlinense” que quer dizer o mau humor típico dos moradores.

A inszenierung é o “echt Berliner“, ou o verdadeiro berlinense, aquele que é tolerante com tudo, não está nem aí para a maneira que as pessoas se comportam ou se vestem.

Ele explicou também a importância das redes sociais para se aproximar do público (acompanhar o twitter deles discutindo com os clientes é puro entretenimento).

É claro que um posicionamento ousado e debochado no último pode causar, como ele mesmo diz, shitstorms, mas a empresa diz que faz parte e não está muito preocupada com isso. Até porque as pesquisas de percepção mostram o quanto a BVG é amada e admirada: 41% dos entrevistados acham que a imagem da empresa melhorou muito com esse posicionamento e 56% acham que ficou igual; apenas míseros 2% acham que as campanhas pioraram a imagem.

Eles têm uma equipe interna que cuida do marketing e uma agência de estratégia, além de outras agências de publicidade responsáveis pelas peças. Mas o controle e a responsabilidade de tudo é deles mesmos. Achei que quem ia apresentar tanta ousadia seria um rapaz de 30 e poucos anos, mas o responsável por toda a brincadeira é meu contemporâneo (seguramente está nas cinco décadas de vida).

Só para lembrar do que estou falando, esse vídeo alcançou 1.6 milhões de views. Pensa: é o vídeo institucional de uma empresa de transporte urbano!!! Consegue imaginar?


[Uma breve explicação para quem não entendeu o vídeo: o cantor de rap que representa o fiscal de tickets, já que aqui não existem catracas, repete sempre “es mir egal” que quer dizer “para mim tanto faz” com as cenas mais bizarras. Eventualmente ele canta “es mir nicht egal” quando encontra alguém sem ticket, que, para a BVG, é a única coisa que realmente importa. Mais a cara de Berlim, impossível!]

NOTA: Assisti em primeira mão o próximo vídeo que será lançado em breve. É uma produção em parceria com a Deutsche Oper e está sensacional, com cantores de ópera reclamando da empresa dentro do metrô. Não lembro exatamente do mote, mas é algo como “ohne Drama keine Liebe” ou “sem drama não há amor”…. Muito bom!!! Hahahahaha….

OUTRA CURIOSIDADE: várias campanhas publicitárias nascem de alguém que postou alguma foto engraçada no Instagram usando a Hashtag da empresa e fazendo algum comentário espirituoso. Eles compram os direitos da foto e reproduzem com atores e fotógrafo profissional. Olha que sacada!!!!

Abracadabra para você no ano novo!

Você sabia que os gnósticos helênicos usavam a palavra abracadabra para denominar um talismã que representava o curso do sol durante 365 dias? E tem mais…

É a mesma palavra mágica usada nos contos árabes para abrir portas difíceis que guardam tesouros. Os sírios, mais tarde, atribuíram ao nome poderes especiais de cura. E como se não faltasse mais nada, abracadabra também significa “Que Deus proteja“.

Ano passado, nesse dia, estávamos na Argentina, na nossa viagem anual de moto e a gente nem sonhava que estaria morando em Berlin agora.

Os anos que iniciam são sempre mágicos, misteriosos, cheios de portas, segredos e surpresas. Cabe a cada um de nós decidir o uso que faremos da nossa abracadabra… desejo tudo de melhor para o que cada um de vocês escolher!