Wandelism

Não, você não leu errado. Não é vandalismo, é Wandelism mesmo. Uma brincadeira com a palavra Wand (parede, em alemão), já que a exposição é de street art, considerada por muitos como vandalismo.

Estou adorando que o negócio está virando moda aqui em Berlim; depois do sucesso estrondoso da The Haus (saiba mais aqui), agora o mesmo grupo ocupou uma antiga concessionária de veículos prestes a ser derrubada para usar como galeria temporária de street art. Uma delícia de moda, tomara que pegue no mundo inteiro.

Ao contrário do evento anterior, que ficou aberto um mês inteiro para visitação antes da demolição e não se podia fotografar, o Wandelism dura só uma semana (de 17 a 24 de março de 2018) e pode tirar fotos à vontade. O prédio da concesssionária tem 2 mil m² divididos em 15 salas, dois grandes halls e um porão. Mais de 70 artistas voluntários trabalharam sem nenhum orçamento e doando seu próprio material; os organizadores simplesmente ofereceram o espaço (eles ficaram sabendo da disponibilidade do espaço há algumas semanas e quase não tiveram tempo de ir atrás de patrocínio) e tanto veteranos como principiantes puderam participar.

Continue lendo “Wandelism”