Cidade modelo

As surpresas nunca acabam mesmo, não dá para se entediar nessa cidade. Olha só que descoberta: na rua que dá para o prédio da Embaixada Brasileira em Berlim, bem ao lado do Märkisches Museum, tem um prédio da prefeitura com uma exposição de maquetes sensacionais. E a mostra é gratuita! Só entrar e se deliciar!

São vários modelos diferentes em escala, detalhamento e período histórico. O maior deles tem 65 m² de área e representa toda a região central da cidade em uma escala 1:500. A maquete foi construída em 1990, logo depois da queda do muro; os volumes em branco já existiam em 1990 e os volumes em madeira, depois dessa data. Os blocos brutos são projetos de construção e os mais detalhados são obras já concluídas. Nesse modelo maior, o apartamento onde eu moro ainda não existe (foi terminado em 2015), nem mesmo como projeto. Mas obras mais recentes, como o Humboldt Forum, a ser inaugurada no ano que vem, já está em sua forma detalhada (sim, nem tudo é perfeito…rs).

As duas maquetes maiores estão sempre sendo atualizadas (são muitas obras ao mesmo tempo; imagino a logística para manter os bloquinhos todos atuais). Por sorte, peguei o flagra do momento em que dois colaboradores alteravam a maquete da parede (escala 1:1000 e 52 m²), onde, veja só, meu prédio já aparece. Ela é mais simplificada, talvez por isso seja mais fácil mantê-la atual.

Tem um outro modelo somente para deficientes visuais, que mostra a região central e os principais prédios e monumentos que é muito bacana. A maquete mais realista de todas é um modelo da região oriental da cidade onde ficava a DDR (Deutsche Demokratische Republik). Ela representa exatamente como era o leste da cidade em 1989.

Porque o prédio abriga a secretaria de desenvolvimento urbano e ambiente, tem mais um monte de informações bacanas sobre a cidade: todo o planejamento da ocupação do solo, o percentual de área verde da cidade (18%, um dos mais altos da Europa), o número de árvores (440 mil, sendo que 10 mil foram plantadas em 2017); enfim, coisas muito interessantes, principalmente para a gente saber como está sendo planejado o desenvolvimento urbano de forma sustentável. Outra coisa: o objetivo é neutralizar a emissão de carbono até 2050. Espero estar aqui para ver!

Programão imperdível para quem gosta de saber coisas sobre Berlim. Aqui tem todas as informações sobre o crescimento da cidade, os novos projetos, as obras em andamento, os planos para o futuro e as estatísticas: www.stadtentwicklung.berlin.de.

NOTA: Obrigada ao Guarani de Morais, que me deu a preciosíssima dica!!!

Sala de exposição dos modelos. No centro e ao fundo, as mais atualizadas (65m2 e 52 m2). À esquerda, a maquete para deficientes visuais e à direita, o modelo da cidade em 1989, imediatamente antes da queda do muro.
Sala de exposição dos modelos. No centro e ao fundo, as mais atualizadas (65m² e 52 m²). À esquerda, a maquete para deficientes visuais e à direita, o modelo da cidade em 1989, imediatamente antes da queda do muro.
Vista a partir da Coluna da Vitória, no centro do Tiergarten.
 A Torre de Tv na Alexanderplatz. Os blocos brancos já existiam em 1990. Os de madeira são posteriores e vão sendo sempre atualizados.
A Torre de Tv na Alexanderplatz. Os blocos brancos já existiam em 1990. Os de madeira são posteriores e vão sendo sempre atualizados.
Detalhe da maquete para deficientes visuais.
Dois técnicos atualizando o modelo da parede (estão colocando novos bloquinhos que representam obras concluídas).
Maquete instalada na parede.
A lindeza que éessa maquete hiperrealista com os prédios da DDR.

4 Respostas

  1. ÊNIO PADILHA
    Responder
    18 janeiro 2018 at 3:27 pm

    Com certeza, meu sonho de consumo.

  2. José Henrique
    Responder
    22 janeiro 2018 at 4:04 pm

    Oi Lígia. Bela dica. Ficou só faltando o endereço da secretaria de desenvolvimento urbano e ambiente, ou seu nome em alemão, para facilitar a procura de quem quer ir lá – q é o meu caso, na primeira semana de fevereiro. Vc teria por acaso o link ou o endereço? Muitíssimo obrigado, Zé Henrique

    • ligiafascioni
      22 janeiro 2018 at 4:21 pm

      Olá, José Henrique!

      Obrigada pelo comentário! Coloquei o link da secretaria no último parágrafo do post, mas vou acrescentar o link exclusivo para essa exposição (é o mesmo site, mas tem que procurar um pouco – obrigada por ter chamado atenção para esse ponto).
      O link direto é esse: http://www.stadtentwicklung.berlin.de/planen/stadtmodelle/de/ausstellung.shtml

      Mas reproduzo também aqui as informações que você precisa:
      Senatsverwaltung für Stadtent­wick­lung und Wohnen
      Lichthof
      Am Köllnischen Park 3
      10179 Berlin

      Espero que tenha ajudado!
      Abraços e bom passeio!

Deixe um comentário

* Todos os campos são necessários