Dez dias de encher os olhos: parte 6 [Capri e Península Sorrentina]

Essa é o último capítulo do relato das férias (Ufa, finalmente, preciso trabalhar!) e mostra a parte que, para mim, foi a mais surpreendente. É que sempre ouvi falar da Costa Amalfitana (ok, o lugar é lindo mesmo), mas não entendo porque nunca tinha recebido notícias da cidade vizinha Sorrento e da Península onde ela fica. Para mim, foi um dos lugares mais lindos e encantadores da viagem.

Geograficamente a região é parecida com a Costa Amalfitana, com seus penhascos enormes e as casas penduradas lá em cima; a estrada também é estreita e a vegetação, exuberante. A diferença está na arquitetura, muito mais bem cuidada na península; vi muito menos “puxadinhos” e improvisos nessa parte, o que faz muita diferença (pelo menos para mim). A cidade de Sorrento é uma graça e de lá a gente pega o barco para conhecer a famosa Ilha de Capri (não, não vi ninguém de calça capri lá, deve ser por causa do frio…rs).

Capri é outro lugar encantado: há algumas ruas por onde passam carros, mas a maior parte da cidade é conectada por corredores e vielas que só dá para passar a pé mesmo (bicicleta é difícil por causa dos morros). Assim, ou a pessoa tem pernas boas ou então arruma uma cadeira de rodas elétrica (eles têm uns carrinhos elétricos como os de golfe para recolher o lixo e levar malas dos hoteis; muito legal).

A gente só teve uma tarde na ilha, então escolhemos visitar as ruínas do palácio do ex-imperador romano Tibério. Depois de passar um bom tempo mandando prender e soltar, Tibério cansou-se do mundo e resolveu retirar-se para Capri nos últimos 10 anos de sua vida. Reza a lenda que rolavam orgias de todos os tipos no local (que saúde, heim?) e que o idoso senhor tinha por hábito jogar seus desafetos do alto de um penhasco ao lado do castelo.

Maldades à parte, achei super prático: não gostou da criatura? Convida para passar um final de semana numa ilha paradisíaca (quem recusaria?) e a leva para dar uma volta. Aí é só um empurrãozinho e… ooooops! Caiu….

Não que eu queira dar ideia, mas alguém aí sabe se esses políticos que adoram viajar já conhecem Capri? Rsrsrs…..

L1100681

L1100650

L1100602

L1100631
As ruínas do palácio do imperador Tibério.

L1100606

L1100609

Slide1
As “ruas” de Capri são quase todas assim (sim, a da direita também é uma rua, e bem longa, por sinal).

L1100619

L1100620

L1100592

Quer ver essas e outras fotos em resolução melhor? Então clique aqui e vá direto no álbum do Flickr.

Veja mais: [Parte 1: Lago di Garda] [Parte 2: Verona] [Parte 3: Costa Amalfitana] [Parte 4: Vulcão Vesúvio] [Parte 5: Pompeia] [Parte 6: Capri e Península Sorrentina]

4 Responses

  1. 6 janeiro 2014 at 5:12 pm

    Parabéns. Sua redação MINHAS FÉRIAS vai ganhar nota Dez. Começou muito bem o ano letivo. Adorei as fotos de Pompéia e do Vesúvio.
    Quando era menino vi um filme chamado “Os últimos dias de Pompéia”. Fiquei assombrado por alguns meses. Morria de medo dos morros dos arredores de Rio do Sul.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      6 janeiro 2014 at 5:18 pm

      Aahahah… obrigada, Ênio querido!
      Eu também vi esse filme (acho que passou várias vezes na sessão da tarde) e fiquei impressionadíssima. Agora ainda mais, vendo ao vivo!
      beijocas 🙂

  2. Luiza Carreirão
    Responder
    7 janeiro 2014 at 12:34 am

    Lígia, que escândalo essas fotos! Fiquei com água na boca! Obrigada por compartilhar. 🙂

Leave A Reply

* All fields are required