Malvadeza com o Menino

Vou aproveitar a época de natal para fazer uma brincadeira (espero que ninguém se ofenda). É que andei visitando uns museus e não me conformo com a maneira com que alguns artistas do Renascimento retrataram o Menino Jesus. Há imagens belíssimas, que todo mundo conhece dos livros de arte, mas outras são pura bizarrice.

Fotografei algumas por inconformismo, mas também preciso confessar que achei engraçado o negócio. Se alguém acha falta de respeito rir disso, acho mais falta de respeito fazer o que eles fizeram. Olha e vê se não é mesmo…

O que será esse penteado no Menino? Parece irmão do Chico César... as tias não são lá muito simpáticas (parecem as irmãs más da Cinderela) e a Maria, cega de um olho, está com cara de conformada.
Eu não sei vocês, mas achei esse menino com aplique muito estranho. Acho que a Maria e a menina, que deve ser prima, também acharam...
Gente, olha o corpo desse Menino! Observem o tamanho dos braços em relação às pernas! E o nariz! Não parece um adulto gordinho em miniatura? Ah, e eu não queria entrar em detalhes, mas também parece que estavam fazendo uma cirurgia delicada no momento em que a escultura foi feita...
Não sei o que é pior: o rosto de quem voltou cansado da balada depois de aprontar muito, o corpinho de menina, ou os olhos divergentes da Maria que parece não estar ciente do assunto...
Taí um casal se perguntando se essa criança foi trocada na maternidade (parece o Buda, não Jesus)... José não se conforma.

Sério que esses escultores achavam que estavam prestando uma homenagem?

9 Responses

  1. Avatar
    Jane Garcia
    Responder
    14 dezembro 2011 at 7:50 pm

    Olá Lígia! Tudo bem por aí?
    Olha, uma explicação plausível pra essas bizarrices é que os artistas dessa época eram pagos pela nobreza e para retribuir eles retratavam as crianças em geral (não só o menino Jesus) como adultos em miniatura mesmo, era como se fosse o retrato do nobre em versão “mini”, aí ficavam essas coisas esquisitas.
    Quanto à cirurgia delicada da terceira foto, é isso mesmo, Jesus era judeu e como tal teve que passar pela cerimonia da circuncisão nos primeiros dias de vida. Bjs

    • Avatar
      15 dezembro 2011 at 11:53 am

      Oi, Jane!

      Sim, foi isso mesmo que eu pensei, mas eh meio constrangedor retratar uma circuncisão, né? Parece até aquele povo que faz carão posando para a revista Caras na mesa de cirurgia (plástica)…eheheh

      E mesmo com esse conceito de criancas-anões, há obras bem bonitas. Penso que depende mais da capacidade e do talento dos escultores mesmo…

      Abracos 😉

  2. Avatar
    Ligia Inhan
    Responder
    14 dezembro 2011 at 8:23 pm

    É isso aí Jane, mas parece que algumas peças eram mal feitas mesmo, feitas por gente sem talento e deveriam ser bem baratinhas, nada que se igualasse aos mestres da escultura e da pintura da época…
    Aliás, como é hoje, né?

    • Avatar
      15 dezembro 2011 at 11:54 am

      Pois é, os caras davam um jeito de ser micreiros, mesmo sem CorelDraw….ehehehehe

  3. Avatar
    14 dezembro 2011 at 8:51 pm

    Que raios de museu você anda frequentando, Lígia? A Feira dos Horrores de Berlim? Vá passear de metrô – a paisagem será certamente melhor. Hehehehe…

    • Avatar
      15 dezembro 2011 at 11:55 am

      Aahahaha… não sei se as figuras do metrô são mais bonitas, mas são mais coloridas, com certeza. Pena que nao dá para fotografar o povo sem chamar atenção, senão você ia ver só o que é diversão da boa….eheheheh

  4. Avatar
    15 dezembro 2011 at 9:32 am

    hahaha, o primeiro é a cara do D. Helder Camara (por sinal , meu parente longe). estranho mesmo, mas tem alguns bem fofos, lindinhos…♥

    • Avatar
      15 dezembro 2011 at 11:56 am

      Mas os fofos lindinhos não foram fotografados, pois seria muita moleza….eheheheh
      Beijocas 🙂

* All fields are required