O outono de Praga

Pense numa cidade linda. Agora multiplique por 10. Eleve ao cubo. O resultado é a capital da República Tcheca. Sério; nunca vi uma cidade tão linda na vida!

Aproveitando o aniversário dos 50 anos do Conrado (e os meus 46 — no mesmo dia 20 de outubro), fomos, com um casal de amigos, celebrar a data nessa cidade tão romântica. Praga é famosa, entre outras coisas, pela sua primavera (na verdade, pelo movimento Primavera de Praga, de janeiro a agosto de 1968, quando o povo se insurgiu contra o domínio da então União Soviética no leste europeu); mas o outono, vou falar uma coisa: é um espetáculo.

A gente ficou hospedado num barco (o Florentina) que fica ancorado no rio Vltava (não me perguntem como se pronuncia isso), coisa que recomendo muito. A cidade também oferece outras opções de hospedagem caso você não goste da idéia de ficar em um barco. Procure por hotéis em Praga na cidade para facilitar a locomoção e poder caminhar ou usar o transporte público (que funciona muito bem na Europa). Eles podem custar um pouco mais, mas vale a pena ficar perto de tudo. No dia em que chegamos, a tarde estava lindíssima e o queixo só fazia cair mais a cada quarteirão caminhado. As árvores estavam todas ruivas ou loiras e brilhavam orgulhosas; as encostas dos morros refletiam a luz do vermelho ao amarelo, com algumas partes ainda verdinhas. Nos dias seguintes a cerração estava forte e nublou bastante, mas mesmo assim o lugar continuou ainda mais fascinante e misterioso.

Praga é uma cidade medieval e uma das poucas que não foram bombardeadas durante as guerras. Isso faz com que a maioria das edificações seja original e muito bem conservada. Só para se ter uma ideia, a ponte Carlos, uma das vistas mais espetaculares da cidade, foi construída em 1354 e continua linda, forte, esplendorosa e funcionando até hoje, com gente do mundo inteiro passando em cima.

Outro ponto interessantíssimo (meu pai adoraria ver isso) é o famoso relógio Orloj. O mecanismo é de, pasmem, 1410, quando nossos índios estavam calmamente pescando e nem sonhavam com a invasão portuguesa um século mais tarde. Enquanto isso, em Praga já estava funcionando um relógio enorme que não apenas informava as horas, mas também as estações do ano, as fases da lua, os signos do zodíaco, o calendário e ainda o horário da aurora e do poente para cada dia. É mole?

E essa beleza ainda trabalha certinho, mesmo depois de 600 anos de serviços prestados! Reza a lenda que o relojoeiro autor do projeto foi cegado depois da obra pronta para que não fosse capaz de replicar a tecnologia em nenhum outro lugar (espero que seja só lenda…rsrsrs). Nas horas cheias, a praça se enche para o povo ver os bonequinhos passando pelas janelas e um corneteiro tocando em cima da torre ao mesmo tempo que o sino. Eu nem conhecia o lugar e já tinha ficado impressionada com a festa de aniversário do tal Orloj em 2010 (clique aqui para ver um inesquecível espetáculo de luzes).

O Castelo de Praga é outra beleza de tirar o fôlego; os jardins, as construções, as torres, as fortificações, tudo respira história. As ruas ainda são de pedra e os bueiros ainda trazem os brasões. Parece que o tempo parou mesmo e a gente caminha ao lado de Mozart. Ou Kafka, no século seguinte.

O tempo todo a gente recebe folhetos de concertos em igrejas e teatros; além dos famosos cristais da Boemia, eles dominam a arte do teatro de bonecos e o de luzes como ninguém. E está aí um exemplo de cidade que soube explorar o turismo sem estragar seus tesouros. Sim, há lojinhas de souvenirs espalhados por todos os cantos, mas sem agredir a arquitetura preciosa do lugar. Também não vi camelôs ou barraquinhas vendendo porcarias Made in China nas calçadas.

Uma das coisas que me impressionou foi um mercado de frutas e legumes (lindos!) que funciona — pasme — desde 1232!!!!! Tudo bem cuidado, colorido e no capricho. Chegamos a aprender algumas palavras em tcheco (por favor, obrigada, sim e não, por exemplo) e foi divertido! Apesar de absolutamente todas as placas estarem nessa língua estranhíssima, é fácil encontrar gente que fale inglês e alemão. O atendimento pareceu muito profissional e os locais são bem simpáticos.

Música boa, comida ótima, companhia perfeita e cenário de romance antigo (e de filmes modernos também, como o Cassino Royale, do 007). Para que mais?

É óbvio que o que a gente viu foi apenas uma amostra; mas olha que legal — Praga fica a só 360 km de Berlin! Isso significa que não vai ser tão difícil voltar outras vezes (inclusive na primavera).

Não sei vocês, mas adorei esse aniversário…

Esse aqui foi o nosso hotel.
Fomos recepcionados com essa luz maravilhosa
O outono aqui também está dando show
A famosa ponte Carlos, sempre coalhada de turistas deslumbrados com sua beleza
Também tem artistas se apresentando
Na próxima vez vou andar nesse balão que, em vez de cesta, tem duas cadeiras 🙂
Torre da ponte Carlos
O Orloj e a igreja Týnský ao fundo
Detalhes do Orloj
Uma feira que funciona desde 1232!
Olha o capricho das frutinhas!
A arquitetura é de deixar qualquer um babando
Lojinha de marionetes
Nenhum prédio dessa rua tem menos de um século
A catedral gótica de São Vito, do século XIV
Vista de cima do castelo: repara só o abuso dessa árvore cor de laranja!
Até tampa de bueiro aqui é nobre…
Caprichosos até as últimas consequências
Fala sério: como não amar isso, minha gente?

Quer ver mais? As cenas mais lindas de Praga estão no Flickr, é só clicar aqui.

5 Responses

  1. Avatar
    joel rhenius
    Responder
    22 outubro 2012 at 6:03 pm

    Ligia, parabens pela narrativa e fotos que fizeram voltar 2 anos atras e lembrar nossa aventura nesta maravilha de cidade, forte abs aos 2 e ate qqer hora

  2. Avatar
    Clotilde♥Fascioni
    Responder
    22 outubro 2012 at 7:05 pm

    Realmente, como não amar?

  3. Avatar
    Sil
    Responder
    23 outubro 2012 at 10:00 pm

    Parabéns, Lígia! Muitas realizações e sucesso!!
    Que post lindo, este foi um presente prá nós!

    Bj grande
    E parabéns tb ao Conrado!

  4. Avatar
    24 outubro 2012 at 6:23 pm

    Fiquei um tempo sem visitar seu blog e, no terceiro post, já estou “babando” no teclado!!! Quanta coisa linda! Obrigada! Agora, dá licença que vou ver os posts mais antigos ;D

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      25 outubro 2012 at 5:31 am

      Que bom, Claudia! Da próxima vez não fique tanto tempo sem aparecer….ehehehe
      Beijocas 🙂

Leave A Reply

* All fields are required