O papel do copinho

Uma das vantagens de se trabalhar em Belo Horizonte é que o coffee-break é uma coisa dos sonhos; faz uma semana que praticamente me alimento só de delícias aqui na terra do pão de queijo. Mas ontem teve um treinamento para a equipe de uma universidade que trouxe novidades hora do lanche. É que além das xícaras convencionais de café, apareceu um copinho inovador feito de papel.

Parece mais sustentável que a versão convencional de plástico, além de mais prático para armazenar. Achei a ideia ótima, mas acho que o design ainda tem alguns pontos que precisam ser aprimorados.

Quando a gente enche o saquinho-xícara com café quente, ele não consegue isolar o calor e pode até queimar os dedos. Por causa disso, fica difícil de segurá-lo e a gente acaba pegando por baixo, onde tem a parte da emenda, que é mais larga.

Tomar o café também é uma sensação um pouco estranha, pois o copinho é mole (o papel parece craft, aquele de embrulho). A parte boa é que não vaza café e o saquinho continua perfeito depois que a pessoa esvazia o conteúdo, podendo ser reutilizado como qualquer xícara comum.

Olha, gostei da ideia, mas minha sugestão é que tenha uma parte mais grossinha na lateral (algo que lembrasse uma asa) que servisse de apoio para a pessoa segurar sem se queimar.

Olha só que interessante (o designer Beto Ferris, que estava fazendo o curso, serviu de modelo sem cobrar cachê!!).

E você, o que achou?

9 Responses

  1. Avatar
    sara raquel
    Responder
    23 novembro 2012 at 3:20 pm

    Já usei, achei bem interessante, mas para líquidos quentes tem este problema.Quando usei ainda me molhei um pouco pois o copo fechou hahaah.Gostei da idéia muito boa

  2. Avatar
    Andrea
    Responder
    23 novembro 2012 at 4:26 pm

    Oi Ligia… ja usei desses copinhos, mas era em formato de cone e o papel um pouco mais grosso. Como nao bebo cafe, usei pra tomar aguá então não sei se ele é mais isolante que este.
    MAs a ideia é boa.. e lembro que a 2 anos qdo usei esses copinhos fiquei encantada com a ideia.
    Sempre acompanho o blog.
    bjs

  3. Avatar
    Clotilde Fascioni
    Responder
    23 novembro 2012 at 5:46 pm

    Parece um pouco “complicado ” de usar…e o sabor fica diferente…

  4. Avatar
    Fernanda Caterine
    Responder
    23 novembro 2012 at 5:48 pm

    Hm, bacana!
    Poderia ter um pedaço da borda um tantinho mais grosso, como é o o fecho do fundo, pra pessoa beber por esta parte mais espessa (né).

  5. Avatar
    23 novembro 2012 at 11:00 pm

    Parece um bocadinho estranho…

  6. Avatar
    alexandre wisintainer
    Responder
    26 novembro 2012 at 7:03 pm

    Como diria um gaúcho: Báh! mas isso deve ser ruim demais, tchê! Inovar não é pra qualquer um. Essa batida ambiental, fato louvável, de vez em quando precisa “fazer análise”…

  7. Avatar
    26 dezembro 2012 at 8:20 am

    A emenda deveria ser do lado, não embaixo, assim serviria de asinha.
    E o nome, colocaram Ecopo, se colocassem ecocopo ia ficar meio estranho, rs.
    Achei legal.

  8. Avatar
    Antonio Roberto Malfatti
    Responder
    28 fevereiro 2014 at 10:24 am

    Se o objetivo do copinho é ser de papel, pensando que vai ser reciclado mais facilmente do que plástico, seria bom que tivesse a textura e o formato do copinho de plástico. Não usei e nem usaria para café, pois não tomo café, mas usaria para chá, porém penso que esse tipo de papel, da foto, parece deixar passar algum gosto de papel ao líquido que se está tomando. Uma boa ideia que precisa ser aprimorada.

  9. Avatar
    22 setembro 2016 at 11:25 am

    A ideia é boa, porem somente para tomar água. Não recomendado para café. O designer Beto Ferris está usando de forma errada. A boca deve estar na aba destacada como mais alta que a borda. Evita derramamentos. Há também a desvantagem de ter que ensinar como se usa, a cada pessoa que for utilizá-lo, por se tratar de novidade.

* All fields are required