Os estranhos métodos do dr. Irabu

O dr. Irabu é um psiquiatra meio doido; em sua própria turma de medicina, os colegas já o achavam esquisito. Mesmo assim, acabou se formando e herdando o consultório do pai (aliás, uma clinica inteira). Esse simpático senhor gordinho tem métodos bem inusitados para tratar seus pacientes; ele simplesmente passa a viver o dia-a-dia com eles, seja lá o impacto que isso cause em ambas as partes.

Esse excêntrico psiquiatra também tem mania de sair dando injeções de vitaminas independente do problema. O personagem criado por Hideo Okuda, pelo que pesquisei, além do volume “Die seltsamen Methoden des Dr. Irabu” (tradução livre: “Os estranhos métodos do dr. Irabu“), também estrela outros romances e coletâneas de contos.

Nesse livro, cada capítulo relata um caso. O primeiro é de um trapezista que começou, do nada, a errar os saltos; desconfiado dos colegas de grupo, começa a alterar seu comportamento. A esposa, também funcionária do circo, procura o dr. Irabu, que imediatamente começa a fazer aulas de trapézio como se não houvesse amanhã. No final das contas, o problema acaba sendo resolvido de maneira um pouco inesperada..

No capítulo seguinte, um mafioso começa a desenvolver um medo absurdo de formas pontudas, além de começar a odiar seu “trabalho”. O dr. Irabu começa a participar dos encontros dos mafiosos sempre mantendo sua atitude inocente e desarmada. Também acaba funcionando.

No capítulo seguinte, ele ajuda um colega de turma a resolver sua compulsão em tirar a peruca do sogro aconselhando (adivinhem?) que ele realmente faça isso. Outros personagens, como um jogador de beisebol e uma escritora também têm suas vidas transformadas pelo bizarro doutor.

O dr. Irabu é daqueles personagens únicos, estranhos, com algum charme sim, mas talvez não o suficiente para me conquistar. Achei apenas legalzinho…

Deixe um comentário

* Todos os campos são necessários