Roupa com colher de plástico

Ontem passei pela frente da vitrine da C&A (curiosidade: o site em alemão é www.CUNDA.de) e achei muito louca essa cabeça de cavalo deprimida vestindo um tutu de bailarina e rodeado por garfinhos e colheres de plástico (quem não acharia?).

Eis que fui saber mais a respeito desse negócio e olha só quanta coisa legal acabei descobrindo.

A vitrine faz parte do projeto Reimagine Design Challenge promovido pela seção européia da empresa. É o seguinte: eles convidaram 8 designers de vários países para criar roupas conceituais usando utensílios plásticos (garfos, colheres, copos, pratos).

O desafio começou em 24 de janeiro e termina dia 13 de abril, com a premiação do vencedor. Você pode votar na Fan Page do projeto na criação que mais gostou; o designer vencedor ganhará € 10 mil para aprimorar seu atelier.

O bacana é que eles fizeram vídeos lindos, fotos e blogs para acompanhar o processo criativo de cada um; o pessoal da moda vai amar!

Olha aqui as criações e seus autores (se quiser votar ou saber mais a respeito do projeto, é só clicar aqui).

Acima: a capa (?) vermelha com saia branca é da Halina Mrozek, de Varsóvia (Polônia) e o vestido branco é da Pauline Van Dongen, de Arnhem (Holanda).

Acima: O moço com o cabelo da orelha espetado é obra do Tom van der Borght, de Gent (Bélgica); o vestido branco é da parisiense Axelle Migé.

Acima: a aplicação de ramos e flores feita com garfinhos verdes derretidos é da alemã de Schondorf Miriam Lehle. Já esse detalhe nas costas do casaco branco é da Georgina Santiago, de Barcelona.

Esses dois aí de cima são, para mim, os mais bonitos. As criações são, respectivamente, do Andreas Eberharter, de Viena, e Günselí Turkay, de Istambul.

***

Olha, gostei muito e tals. Mas continuei sem entender qual é a do cavalo….

5 Respostas

  1. Jacque
    Responder
    10 março 2013 at 10:05 am

    Sensacional mesmo Ligia! Os Conceitos são muito variáveis e muitas vezes são “viagens”mesmo…teria que conversar com o autor da peça para entender o que quis passar…mas eu vou te dar uma leitura minha…acho que é uma sátira a questão dos usos desenfreados da Moda, onde as pessoas fazem escolhas iguais e isso deprime o estilista…não tem a história do cavalo de padeiro? que pára automenticamente nos lugares da entrega sem precisar puxar a corda…….leio assim, um mundo onde as pessoas pregam as diferenças mas acabam virando padrões de usos e costumes…complicado isso neh? rsrsrsrs…bju e adorei o compartilhamento da matéria.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      10 março 2013 at 3:53 pm

      Nossa, que viagem, Jacqueline querida! Olha, por mais que eu desse voltas no “célebro” não iria nunca chegar a essa conclusão….ehehehehe…. (precisa ter um doutorado em moda para entender, eu acho)…eheheheheh

      Beijocas e obrigada pelo esclarecimento 🙂

      • Jacque
        10 março 2013 at 4:15 pm

        precisa não…e olhe, tbém pode não ser nada disto…e apenas um cavalo com tutu….rsrsrs

  2. 15 março 2013 at 10:53 pm

    ola! Vim fazer uma visita e dizer que seu espaço esta muito lindo!
    Parabéns,forte abraço… de camiseta

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      17 março 2013 at 9:40 am

      Obrigada, camiseta!

Deixe um comentário

* Todos os campos são necessários