Ulm é linda!

Nossa, eu não esperava que Ulm fosse tão bonita, sério mesmo. A cidade é medieval (há construções datadas de 1043) e a arquitetura é bem característica da região da Bavária (um dos estados mais ricos da Alemanha).

Ulm é cortada pelo Danúbio (sorry, mas ele definitivamente não é azul como diz a valsa; está mais para verde). Aliás, esse rio é muito valioso para a região, e não é para menos: o Danúbio (Donau, em alemão), passa também por Viena, Bratislava, Budapeste e Belgrado, só para citar algumas cidades famosas. Ao todo, esse curso d’água de quase 3.000 km passa por 10 países (Alemanha, Áustria, Hungria, Eslováquia, Croácia, Sérvia, Romênia, Bulgária, Moldávia e Ucrânia) e tem muita história para contar.

Pela idade, até que o prédio está bem conservado, né?
A Rathaus é todinha desenhada e funciona como Câmara Municipal desde 1419, é mole? A construção é de 1370.
A pirâmide é a biblioteca pública; à direita, a Rathaus (câmara municipal)
Adorei essa casa xadrez
Não é mesmo lindo?
Veneza alemã
Mais casas à beira do rio Azul
Acho essas casas lindas...
Passarela no parque que contorna o Danúbio
Ruas estreitas e sinuosas, bem medievais
Esse é o Danúbio, aquele da valsa. Será que em Viena ele muda de cor?
Mais uma foto tirada da janela. Não é mesmo linda?
Vista da janela do hotel (10o andar). D'

Há um outro rio, menor, que também cruza a cidade e desemboca no Danúbio. A região onde ele passa parece até Veneza (se bem que eu ainda não estive lá), onde os canais convivem harmonicamente com as casas. O estilo enxaimel, muito usado no sul do Brasil, tem origem nessa região. As partes marrons (que no Brasil são pintadas), aqui são de madeira maciça. É que naquela época eles não tinham como fazer vigas de concreto para sustentar as construções; a questão é que a madeira vai trabalhando durante os anos (aqui, provavelmente, séculos) e algumas casas chegam a ficar tortas. Impressionante.

Essa casa está toda torta, mas não tem cara de quem vai cair. O passarinho, no canto, é o símbolo da cidade
Essa casa está toda torta, mas não tem cara de que vai cair. O passarinho, no canto, é o símbolo da cidade; há vários de todas as cores pela cidade
Mais casas no estilo enxaimel
Mais casas no estilo enxaimel

Essa casa fica numa ilha fluvial, bem no meio do rio
Essa casa fica numa ilha fluvial, bem no meio do rio. Reparou no passarinho?
Essa aqui também foi de um ponto de vista privilegiado
Essa aqui também foi de um ponto de vista privilegiado
Essa aqui é a catedral, que começou a ser construída em 1377 e só ficou pronta em 1890 (agora está em reforma). Segundo os "ulmenses", é a torre de igreja mais alta do mundo, com 161,60 m.
Essa é a catedral, que começou a ser construída em 1377 e só ficou pronta em 1890 (agora está em reforma). Segundo os "ulmenses", é o campanário mais alto do mundo, com 161,60 m.

A única coisa que me decepcionou um pouco é que fui atrás da tal Escola de Ulm, uma das mais importantes da história do design, e descobri que não sobrou nada dela, foi completamente destruída. O Museu de Ulm (que é bem genérico) só tem uma salinha pequena dedicada ao assunto e a cidade não tem mais nenhum registro a respeito. Aqui tem museu do pão (os pães alemães são incrivelmente deliciosos), museu arqueológico, museu de paisagens do Danúbio, enfim, museus de todos os tipos, mas nenhum dedicado ao design. Vou tentar levantar o que aconteceu, achei isso meio estranho.

Vou ficar aqui amanhã o dia inteiro e dar mais uma pernada por essa cidade linda.

5 Responses

  1. Avatar
    Clô♥
    Responder
    9 junho 2010 at 2:16 pm

    Que lugar lindo e aconchegante… mas realmente dá para sentir que não estamos no Brasil mesmo, nem por uma fração de segundo, né?
    Belo passeio… DTAbençoe♥

  2. Avatar
    9 junho 2010 at 2:49 pm

    Lindo, Lígia! Dá vontade de largar tudo e ir conhecer também!!

    Fotos maravilhosas!

    Bom passeio.

    🙂

  3. Avatar
    9 junho 2010 at 9:33 pm

    Lígia, tuas fotos são lindas, a cidade é linda e muito lindo também é perceber os “patterns” nos telhados, nas paredes com as janelas, no casario, formando ritmos maravilhosos! Aliás, os “patterns” sempre tem musicalidade…
    Beijos, obrigada por compartilhar essas belezas todas, Renata

  4. Avatar
    Karen
    Responder
    9 junho 2010 at 9:37 pm

    Lígia, que viagem encantadora!!
    Tuas fotos são lindas e retratam os cenários de uma maneira curiosa e extremamente inteligente!
    Sempre quis conhecer a Alemanha, mas depois de acompanhar teu blog minha vontade é viajar amanhã!!
    Continue nos presenteando com esse olhar encantador!
    Beijos,

  5. Avatar
    8 julho 2010 at 6:50 am

    Olá perceiro, estou fazendo um trabalho para a minha faculdade, e estava dependendo de algumas coisas, acabei de encontrar aqui no seu poste, muito obrigado.

Leave A Reply

* All fields are required