Wandelism

Não, você não leu errado. Não é vandalismo, é Wandelism mesmo. Uma brincadeira com a palavra Wand (parede, em alemão), já que a exposição é de street art, considerada por muitos como vandalismo.

Estou adorando que o negócio está virando moda aqui em Berlim; depois do sucesso estrondoso da The Haus (saiba mais aqui), agora o mesmo grupo ocupou uma antiga concessionária de veículos prestes a ser derrubada para usar como galeria temporária de street art. Uma delícia de moda, tomara que pegue no mundo inteiro.

Ao contrário do evento anterior, que ficou aberto um mês inteiro para visitação antes da demolição e não se podia fotografar, o Wandelism dura só uma semana (de 17 a 24 de março de 2018) e pode tirar fotos à vontade. O prédio da concesssionária tem 2 mil m² divididos em 15 salas, dois grandes halls e um porão. Mais de 70 artistas voluntários trabalharam sem nenhum orçamento e doando seu próprio material; os organizadores simplesmente ofereceram o espaço (eles ficaram sabendo da disponibilidade do espaço há algumas semanas e quase não tiveram tempo de ir atrás de patrocínio) e tanto veteranos como principiantes puderam participar.

Outra coisa muito bacana é o tanto de estudantes, crianças de todas as idades, visitando o local com seus professores. Ele vão sortear um jardim de infância que será todo trabalhado pelos artistas voluntários.

Comidinha para os olhos com a maior variedade possível; tem desde trabalhos belíssimos como vários perturbadores e outros ainda bem nonsense para pessoas leigas como eu. Instalações de arte contemporânea que são verdadeiros enigmas e outras geniais, como o carro pendurado no teto se desmontando como se tivesse se desintegrando durante o movimento. De qualquer maneira, vale muito a visita e mais ainda o movimento que se desenha para colocar a street art ao alcance de todos; artistas e público.

Bom, vamos então ao que interessa: as imagens!!!

1. A entrada já é colorida e remete ao antigo negócio do prédio: uma concessionária de carros.
2. Os carros aparecem de maneira clara ou sutil nas instalações; provavelmente objetos doados pelos antigos donos, como esse banco automotivo nesse quarto escuro cheio de efeitos especiais.
3. E aquele carro peludinho com orelhas ali no fundo? O que será que o dog que estava visitando a exposição achou?
4. Um lobo “endemonhado” e uma pole dancer. Um dupla improvável, mas o visual é realmente impactante.
5. Localizada em um porão escuro, esse é um dos trabalhos mais bonitos, na minha opinião.
6. Nem os vidros foram poupados. Adorei!
7. Perturbador, mas belíssimo!
8. Esse banheiro está espetacular. É claro que é só uma sala de exposição, afinal, quem teria coragem de se arriscar a levar uma mordida desse tubarão? O hiperrealismo é tanto que até lixo no mar, tanto no piso, como no teto (flutuando na “água”) tem. Sensacional.
9. Esse é o outro antigo banheiro da concessionária; também é perturbador para o uso, mas como obra achei muito original.
10. Fica interessante quando as pessoas se misturam aos cenários. Mas esses felinos parecem não estar curtindo muito…rsrs
11. Um porão com uma obra dessas não é um porão qualquer. Fiquei morrendo de pena em lembrar que vai ser demolido em breve…
12. Esse carro se desmontando em sequência ficou genial, na minha opinião. Também foi sucesso de público.
13. Esse casario com a mulher confusa sentada no canto ficou sensacional. Há um carrinho de supermercado pendurado no teto.
14. Um diabo em crise existencial. E a moça tentando trocar umas ideias com ele… adorei!

 

Deixe um comentário

* Todos os campos são necessários