Podcast

No podcast MINHA ESTANTE COLORIDA eu compartilho as resenhas dos livros que mais gostei. Eles são de assuntos variados e o podcast está disponível na maioria das plataformas de audio como Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Deezer e Castbox.

PODCASTS [MAIS RECENTES PRIMEIRO]

[Futurismo] Resenha do livro “WTF: What’s the future and why it’s up to us”, de Tim O’Reilly. O autor, de um ponto de vista privilegiado de quem ajudou a construir a literatura da tecnologia da Informação, constrói um panorama da situação atual da tecnologia e o que pode nos esperar no futuro próximo. Imperdível! O link para a versão impressa está aqui.
[Thriller] Resenha do livro “Girl on the Train“, de Paula Hawkins. Um suspense dos bons, cheio de mistério, reviravolta e surpresas. Aqui o link da resenha escrita.
[Design] Resenha do livro “Emotional Design : Why We Love or Hate Everyday Things“de Donald Norman. O autor, um cientista comportamental, defends os mistérios por trás dos motivos que fazem a gente amar alguns objetos do dia-a-dia e odiar outros. A resenha escrita está aqui.
[Negócios] [Negócios] resenha do livro “Switch: how to change things when change is hard” de Chip Heath e Dan Heath. Eles estudaram a fundo o tema mudança e tiraram muitas e interessantes conclusões. A resenha escrita está aqui.
[Ciência] Resenha do livro “Brain Rules“, de John Medina. O autor apresenta 12 regras que ajudam o cérebro a desempenhar melhor em todos os aspectos da nossa vida. Sensacional! A resenha escrita está aqui.
[Biografia] Resenha do livro “Surely you-re joking, Mr. Feynman” um apanhado de histórias do físico ganhador do prêmio Nobel Richard Feynamn compiladas ao longo de sete anos pelo editor Ralph Leighton. Também falo um pouco da continuação, o livro ““What Do You Care What Other People Think?. A resenha escrita está aqui.
[Ciência] Resenha do livro “Originals: how non-conformists move the world“de Adam Grant e mostra estudos sobre o perfil de pessoas inovadoras que quebram todos os clichês dos livros do gênero. Um livro que destrói mitos sobre a originalidade. Sim, dá para dizer que é um livro original. A resenha escrita está aqui.
[Ficção] Resenha do livro “Hard-boiled Wonderland und das Ende der Welt“, de Haruki Murakami. Uma história fantástica que se passa em dois mundos completamente diferentes que depois se juntam no final. A genialidade do meu autor preferido mistura ficção científica, mistério, ação, crime, psicologia, filosofia, psicanálise e fantasia, tudo junto e misturado. Sensacional! Aqui o link da resenha escrita. 
[Ciência] Resenha do livro “Elastic: unlocking your brain’s ability to embrace change”, de Leonard Mlodinow. O genial físico explica como funciona o pensamento elástico e porque a gente precisa dele, não só para ter ideias criativas, mas também para sobreviver, além de derrubar alguns mitos que tínhamos como certos como, por exemplo, que o ser humano é avesso a mudanças. O link da resenha escrita está aqui.
[Inovação] Resenha do livro “AI Superpowers: China, Silicon valey and the new world order“, de Kai-Fu Lee. Por que será que a China está se destacando de maneira tão agressiva no mundo? O autor, além de um currículo invejável, está em posição de fazer uma análise meticulosa e contextualizada. Ele nasceu em Taiwan, mas estudou nos EUA, de maneira que consegue ver as diferenças culturais com clareza. E as vantagens da China, pelo menos no que diz respeito à Inteligência Artificial, são assustadoras. Vem ver! A resenha escrita está aqui
[Ficção Científica] Resenha do livro “Der Rote Planet” (Tradução livre: “O planeta vermelho”), de A. Bogdanow que descreve uma utopia imaginada pelo autor, que era um revolucionário socialista. Confesso que mudou muitas das minhas percepções com respeito ao regime, mas é interessante demais, inclusive como ferramenta de autoconhecimento, fazer o exercício de pensar como seria o mundo ideal do ponto de vista de cada um de nós. Recomendo demais a leitura para quem tiver acesso, pois é uma aventura muito bacana. Link para a resenha escrita aqui.
[História] Resenha do livro “Sapiens: a brief history of humankind“, a obra prima de Yuval Noah Harari. É um dos meus livros favoritos que considero mais importante para as pessoas lêem. Harari usa sua didática de professor de História do Mundo na Universidade de Jerusalém para explicar para os leigos mortais como eu, como é que em apenas 70 mil anos, um animal insignificante nos confins da África que nem aparentava ter vantagem sobre os outros transformou-se em um deus, com poder absoluto sobre a vida no Planeta Terra. Quais são as consequências disso? A resenha escrita está aqui.
[Economia] Resenha do livro “Utopia for Realists: and how we can get there” (tradução livre: “Utopia para realistas e como podemos chegar lá“), de Rutger Bregman. É um daqueles livros que fazem você repensar sua visão do mundo e mudar as perspectivas. O link para a resenha escrita está aqui
[Arte] Resenha do livro “Das kann ich auch! Gebrauchsanweisung für moderne Kunst” (tradução livre: “Isso eu também posso! Instruções de uso para a arte moderna“), de Christian Saehrendt e Steen Kittl. Aqui eles explicam os mistérios e segredos do mercado da arte (como funciona, quem são os envolvidos), um pouco de história da arte moderna e discussões a respeito do tema, sempre com uma linguagem acessível e bem-humorada. O link para a resenha escrita está aqui
[Negócios] Resenha do livro “Give and Take: why helping others drives your success“, de Adam Grant. O autor analisa três tipos de perfis, de acordo com sua capacidade de colaboração: os GIVERS, que dão mais do que recebem; os TAKERS, que recebem mais do que dão, e os MATCHERS, que tentam sempre equilibrar as contas e dar sempre o proporcional ao recebido. Qual perfil você acha que predomina entre as pessoas mais bem sucedidas? E as menos? O link da resenha escrita está aqui
[Comida] Resenha do livro “Food Rules: an eater’s Manual“, do jornalista Michael Pollan com ilustrações de Maira Kalman. O autor apresenta 83 regras da boa alimentação, para que a comida seja um prazer e uma fonte de benefícios. Nesse podcast, selecionei as 25 que achei mais interessantes e que, pelo menos para mim, fazem muito sentido. A resenha escrita, com uma amostra das maravilhosas ilustrações, está nesse link aqui.
[Ciência] Resenha do livro “The six secrets of intelligence: what’s your education failed do teach you”, de Craig Adams. O autor é professor de linguística e línguas modernas em Londres e, um pouco desiludido com o currículo que precisava ensinar aos seus estudantes e que deixava de lado ideias muito importantes do seu ponto de vista, resolveu escrever esse livro, para a sorte de todos nós. Apesar do título barato, vale muito a pena conhecer os tais segredos (que, vamos combinar, nunca foram segredos). A resenha escrita está no blog, é só clicar aqui.
[Ficção] Resenha do livro “Tokio”, de Mo Hayder, que conta a misteriosa história de uma jovem britânica que viaja até Tokio para conhecer um professor chinês. Ela acredita que ele tenha a chave para desvendar o segredo de um vídeo que assombra o seu passado. A resenha escrita está no blog, é só clicar aqui.
[Ciência] Resenha do livro “The End of Average: How to Succeed in a World that Values Sameness”, de Todd Rose, que questiona o conceito de média tal como o aplicamos em todas as áreas de nossa vida: na saúde, nos projetos, na seleção de talentos, na educação. Enfim, o autor nos conta que nem sempre existiu o conceito de média e explica porque não faz nenhum sentido continuar utilizando-o. A resenha escrita está no blog, é só clicar aqui.
[Ficção] Resenha do livro “The Psychology of Time Travel“, que conta uma história fantástica. São quatro amigas cientistas que constroem uma máquina do tempo; seguem os desdobramentos do uso comercial do invento enquanto uma das protagonistas investiga um morte misteriosa. A resenha escrita está no blog, é só clicar aqui.
[Ciência] Resenha do livro “The Idiot Brain”, de Dean Burnett. Esse é um dos livros de neurociência mais esclarecedores e divertidos que eu já li; vale muito a pena. A resenha escrita está no blog, é só clicar aqui.
[Ficção] Resenha do livro 1Q84, de Harumi Murakami. Durante uma viagem de final do ano, fui virtualmente até o Japão e convivi uma semana com Aomane e Tengo, os protagonistas do primeiro romance que li desse autor, que se transformou no meu favorito de todos os tempos. A resenha escrita está no blog, é só clicar aqui.
[Negócios] Resenha do livro “ “What to do when machines do everything: how o get ahead in a world of AI, algorithms, and big data“, de Malcom Frank, Paul Roherig e Ben Pring. são três futuristas sócios de uma empresa de consultoria sobre o futuro do trabalho que dedicam suas carreiras a encontrar respostas para a pergunta do título desse artigo. Já de início, os autores deixam claro que as perspectivas apresentadas não são para daqui a 25 anos, quando tudo poderá se modificar radicalmente; o trabalho é mais para orientar empresas e profissionais para as ações nos próximos cinco anos, quando ainda é possível fazer planos com algum realismo. 
Eles ressaltam que a gente sempre subestima as mudanças que irão ocorrer nos próximos dois anos e superestima as dos próximos dez anos. A resenha escrita está aqui.
[Ciência] Resenha do livro “The Culture Code“, de Clotaire Rapaille, que explica como cada cultura interpreta cada conceito. As curiosidades são muito interessantes e ajudam as empresas a lançarem produtos e serviços nos diferentes países. Como a cultura americana interpreta o conceito de amor, sexo, sedução, luxo e trabalho? Que diferença tem da leitura dos japoneses, franceses e italianos? Olha, no mínimo, você vai se divertir em descobrir as sutilezas de cada cultura. A resenha escrita está aqui.
[Ficção Especulativa] O que aconteceria no mundo se um belo dia as mulheres descobrissem que têm o poder de dar choque nas outras pessoas? A autora Naomi Alderman imaginou desdobramentos pra lá de criativos. Gosta de ficção especulativa? Então essa história é para você!
A resenha escrita está aqui.
[Ciência] Resenha do livro “The knowledge illusion: why we never think alone”, dos cientistas cognitivos Steven Sloman e Philip Fernbach. Eles falam sobre o trabalho colaborativo e como essa é a única maneira de gerar algum valor, já que nós não temos noção de quanto somos ignorantes. É um soco na cara dos mais bem dados (e merecidos). A resenha por escrito está aqui.
[Romance histórico] Resenha do livro “Gutenberg’s Apprentice“, de Alix Christie. Conta a história de como se desenvolveu a famosa prensa que revolucionou a história com base numa pesquisa muito bem feita. A resenha por escrito está aqui.
[Ficção científica] Resenha do livro “Hologrammatica“, de Tom Hillenbrand. Conta a história de um detetive particular que tenta desvendar o desaparecimento de uma mulher em 2088, onde tudo o que se enxerga são projeções holográficas. A resenha por escrito está aqui.
[Ciência] Resenha do livro “Gastrophysics”, do Professor Charles Spence. Gastrofísica foi um termo criado pela equipe do prof. Spence em seu laboratório da Universidade de Oxford para estudar os fatores que influenciam nossa experiência multissensorial enquanto comemos ou bebemos. A resenha por escrito está aqui.
[Romance Histórico] Resenha do livro “I, Ada”, de Julia Gray. Resenha no blog por escrito disponível aqui e episódio do Berlim Tech Talks citado no audio está aqui.