Desolado, perdigoto e deserto

Mais um contículo criado a partir de 3 palavras achadas aleatoriamente no dicionário.

10

Turíbio olhou em volta e tudo o que conseguiu ver foi areia. Muita areia. Caminhões, trens, transatlânticos de areia e mais sobra suficiente para fazer uns 12 concursos internacionais de esculturas de praia. Mas de onde é que vinha tanto grãozinho, ó senhor? Precisava mesmo de tudo isso? Ele olhava para aquele cenário desolado e não acreditava como tinha ido parar lá.

Tudo começou quando ele estava “monitorando” um celular em cima de uma mesa de bar. O dono acompanhava uma mulher com cara de neurótica. A doida parecia alterada e a tempestade de perdigotos que o sujeito estava enfrentando dava vontade de chamar a defesa civil para avaliar o estrago da roupa. Acho que a louca estava sem rivotril, completamente surtada. Repetia sem parar que queria o chip dela de volta. O refrão “Devolve meu chip, Pedro!” era repetido com tanto vigor que faria Ivete Sangalo parecer afônica. E ele agarrado no aparelho, como se aquilo fosse o último ingresso para o show do U2.

Pois a tensão estava no auge quando o Armandinho, trambiqueiro conhecido do bairro, puxou a bolsa dela e saiu correndo olimpicamente. Os dois saíram atrás e o tal Pedro acabou deixando cair o negócio na calçada.

Turíbio viu, pegou disfarçadamente o “pacote” e saiu andando calmamente. Foi quando ele tentou ligar para a Elzinha que o celular se transformou numa nave, engoliu seu corpo com sofreguidão e cuspiu tudo nesse deserto sinistro. Agora ele estava num Saara de comercial de Sprite, só que sem Sprite e pior, sem celular. Droga. Se soubesse tinha mandado um SMS.

*****

1 Response

  1. Avatar
    clotilde Fascioni
    Responder
    31 julho 2013 at 12:19 pm

    Hahaha muito bom, adorei

Leave A Reply

* All fields are required