Como se locomover em Berlim

 

Foto: Ligia Fascioni

O transporte público em Berlim é uma das coisas mais sensacionais do mundo. Você simplesmente não precisa de carro para quase nada.  Se precisar, os táxis não são caros e a cidade é bem plana, portanto considere alugar uma bicicleta (€ 12/dia) para passear.

Mas se você não tem tanta perna ou fica um pouco temeroso de andar no trânsito (aqui as bicicletas seguem as mesmas regras que os carros e quando não tem ciclovia, elas têm que andar junto; nada de calçada!), tem metrô, trem, ônibus e tram (uma espécie de bondinho).

Em todas as estações e em vários pontos de ônibus existem máquinas para comprar os bilhetes. Você tem várias opções para comprar:

– bilhete único: serve para andar em qualquer direção, com qualquer meio de transporte (metrô, trem, ônibus ou tram).  Vale por duas horas a partir do momento em que você carimba o bilhete, mas somente num sentido. Dá para sair do trem, pegar o metrô, trocar por um ônibus, tudo com o mesmo bilhete, desde que seja no mesmo sentido. Ou seja, não dá para ir e voltar com o mesmo bilhete. Custa € 2,70. Se você vai andar mais vezes, recomendo comprar o múltiplo de 4, pois você compra 4 bilhetes por €9,00 (muito mais em conta).

– bilhete 1 dia: serve para andar em qualquer direção, sentido ou meio de transporte. Você paga € 7,00 e anda quanto quiser, do momento em que carimbou até às 3 horas da manhã do dia seguinte.

– bilhete semanal: você anda à vontade em qualquer meio de transporte por uma semana inteira contada a partir do momento em que validou o bilhete (tem que carimbá-lo na máquina específica). Custa € 28,00.

Tem também as opções de bilhetes mensais e anuais (pagos por mês), e para grupos de 5 pessoas ou mais. As informações estão disponíveis na máquina (tem versão em inglês).

Esses bilhetes servem para as áreas A e B, que são concêntricas (A é a região central). Na área C é preciso comprar um ticket adicional, mas aí já é praticamente fora da cidade.

DICA 1: No sistema de transporte de Berlim, não há roletas ou catracas, a fiscalização é feita por amostragem. Do nada surge um fiscal e pede para ver seu bilhete. Se não estiver válido, não estiver carimbado, ou for a tarifa errada, não importa; a multa é de € 80 sem discussão. Não tente dar uma de esperto, ninguém anda sem ticket no metrô e é bem humilhante ser pego no flagra.

DICA 2: Você compra o ticket na máquina, mas não pode esquecer de validá-lo numa maquininha menor, geralmente amarela, que “carimba” a hora e estação de partida. Também tem desses “carimbadores” dentro dos ônibus e trams (mas não dentro dos trens e metrôs; aí tem que ser na estação mesmo, ok?).

DICA 3: Os motoristas de ônibus também vendem bilhetes, mas eles detestam, pois toma tempo (todo mundo tem que ficar esperando na porta de entrada) e eles têm horários rigorosos para cumprir. Sempre prefira comprar na máquina para não prejudicados outros passageiros e o próprio motorista. Ah, sempre se entra pelo ônibus pela porta da frente, para que você possa mostrar seu ticket para o motorista.

DICA 4: Se você tiver um mapa em mãos ou tiver dado uma olhada no lugar no qual você quer ir, fica bem fácil andar de transporte coletivo. Os mapas dos metrôs (U-Bahns) e trens (S-Bahns) são interconectados e estão impressos em cartazes em todas as estações. Já no caso dos ônibus e trams, todos os pontos têm a relação das linhas que passam por ali, bem como os horários e outros pontos por onde ele passa (facilita muito porque cada ponto tem um nome, que nem as estações de trem e metrô). É a maior moleza, funciona direitinho.

Aqui segue o mapa do sistema de U-Bahns e S-Bahns, veja como é fácil e completo (clique sobre o mapa para ampliá-lo).

berlin_s_u-bahn-map

1 Resposta

  1. ligiafascioni
    Responder
    16 outubro 2016 at 2:00 pm

    29 de abril de 2014 às 12:26 Luciana C.

    Ligia, com certeza o sistema de transporte público de Berlim é um dos pontos mais positivos da cidade. No começo me assustei um pouco, mas depois que voltei pra SP nunca mais fui completamente feliz nos deslocamentos por aqui. Para ajudar os turistas, fiz um pequeno tutorial no meu blog de viagem explicando como usar as maravilhosas máquinas para comprar os tíquetes. Segue o link para quem se interessar: http://lucianacarpinelli.wordpress.com/2011/11/04/transporte-coletivo-em-berlim/
    beijo
    (e sua casa nova está linda, parabéns! <3)

Deixe um comentário

* Todos os campos são necessários