Conjugal, frear e grandeza

 

DSC05249

Mais um contículo construído a partir de 3 palavras colhidas aleatoriamente no dicionário. Vamos lá.

***

A mania da Bernadete de fingir que ia participar do casamento real já estava irritando o Gláucio e acabando com a paz conjugal. Onde já se viu? A louca gastou todas as economias para encomendar um vestido de rica e descobriu até um sujeito, lá em Beijo das Freiras, nos confins de Pernambuco, que fazia chapeus forrados de seda. Deu para grudar na televisão e fazer planos sobre o tal dia. Parecia que a doidivanas vivia numa realidade paralela; agora só falava em esmalte de unha. Nem a noiva devia estar assim tão envolvida em preparativos nesse nível de detalhe…

– Dete, tem que parar com isso. Não aguento mais essa historinha. A gente mal se sustenta, como é que tu vai para Londres no tal casório? Tu nem fala inglês!

– Mulher chique não fala, Gláucio, só ouve. Para você ver que o Mr. Bean, que faz aqueles filmes mudos está na lista. Então não precisa.

– É? E a passagem?

– Que passagem, homem? Vou de carruagem, como os nobres. Eles mandam me buscar, você vai ver.

– Já vi que vou ter que frear essa mania de grandeza. Quem vai te buscar é o Pinel.

– Não é mania de grandeza, Gláucio. É o tamanho do meu sonho mesmo. Real.

2 Responses

  1. Avatar
    25 abril 2011 at 12:05 am

    Hahahaha, adorei, me deu até vontade de conhecer a pacata cidade de “beijo de freiras”. Muito bom.♥

  2. Avatar
    Cláudia R.S.Vieira
    Responder
    26 abril 2011 at 5:06 pm

    Muito bom!!! Dei boas risadas!!! Mulher chique não fala é ótimo!!!

Leave A Reply

* All fields are required