O Fritz ainda não liberou

Ai, gente, que difícil essa internet: país de primeiro mundo com serviço de quinta. Dá para crer que a conexão não foi feita e ninguém deu satisfação? O pior é que o Conrado, meu personal translator, viajou para o Brasil hoje e eu ainda não aprendi a reclamar em alemão (meu domínio da língua mal dá para comprar pão).

Várias pessoas sugeriram o Google Translator, mas só pode ser piada. O Google não sabe gramática, fica parecendo conversa de doido… e como conversar por telefone? Sem dizer que o site deve ter 59 páginas explicando para onde ligar nesses casos, os códigos correspondentes e variáveis previstas; sem chance!

O jeito é esperar e ter fé que o Fritz vai cair na real e resolver liberar a rede. Torçam! Enquanto isso, tenho que sobreviver com meu Vodafone 🙂

6 Responses

  1. Avatar
    16 agosto 2011 at 8:36 am

    Lígia, tenha fé!
    Acho que os serviços do dia-a-dia (telefone, internet, água, energia elétrica, etc) deveriam merecer um artigo (ou programa em vídeo). O que você acha?

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      16 agosto 2011 at 1:19 pm

      Oi, Ênio!

      Na verdade, estou reunindo material como um quebra-cabeças gigante. Filmo, fotografo e guardo. Quando acho que já tenho material suficiente para explorar um assunto, monto um episódio (você não tem noção do trabalho, mas é divertido). Já tenho um pouco de material sobre o Tiergarten, a Ilha dos Museus, o bairro alternativo daqui (onde estudo), uma exposição de ursos à la cow parade, embalagens, bichos, livrarias, lixo/reciclagem, comidas, feiras de fim de semana, bicicletas, enfim, estou cheia de pecinhas….eeheheh… algumas coisas é melhor escrever a respeito. Outras, é melhor mostrar em vídeo e fotos – pena que boa parte dos lugares internos não se pode fotografar. Achei boa a sua ideia – na verdade, estava pensando em fazer um episódio sobre como funciona um apartamento aqui (portas, janelas, aquecimento, fogão (só tem elétrico), etc). Vou anotando mais essa pecinha, depois veremos o que fazer com elas.

      Obrigadão pela visita, beijocas e continue dando ideias 🙂

  2. Avatar
    Fabi Cristina
    Responder
    17 agosto 2011 at 3:53 pm

    Oi Lígia.
    Pode deixar que ficaremos torcendo pra que tudo se resolva o mais rápido possível, e o Fritz instale logo a internet….rsrsrsrs

    Abraços e tudo de bom.
    Até a próxima.

  3. Avatar
    21 agosto 2011 at 7:56 pm

    Querida, para não perder o costume de perguntar e comentar o obvio, quando é que o Fritz ficou de passar ai para fazer a instalação, se até onde vejo daqui vives fazendo turismo pela cidade de ¨OyO . Vai ver até ja está feita a instalção em algum lugar da casa e nem visses….hahahahah. Bjs

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      23 agosto 2011 at 1:24 pm

      A instalação foi feita a distância (o Fritz não aparece, é só o nome no Modem) e eu sei que não está funcionando porque a luz que localiza a LAN não para de piscar. Quando a conexão é estabelecida, a luz fica permanentemente acesa. De qualquer maneira, já testei de tudo quanto é jeito, inclusive trocando a tomada da conexão, e nada. Segundo a operadora, a conexão está ok, só que não está funcionando. Pode ser a instalação elétrica do apartamento, mas o Conrado não está conseguindo contato com o eletricista que também é especialista em internet (parece que atendimento ao cliente não é o forte do povo daqui). Ele está tentando, vamos ver se quando ele chegar aqui a coisa se resolve se ele for pessoalmente lá reclamar. Uma tristeza mesmo ser analfabeta numa língua…

      Estou passeando, mas estou estudando bastante também, viu? Aahahahahaha…..

      Beijocas e ronrons 🙂

  4. Avatar
    2 setembro 2011 at 3:29 pm

    Acabo de ler um artigo que tem relação próxima com essa história de Alemanha….

    http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI5326131-EI8423,00-O+custo+Brasil+e+voce+quem+paga.html

Leave A Reply

* All fields are required