Três coisinhas…

three-fingersNão tenho o hábito de assistir muito TV, mas gosto do CQC e também de ver o jornal enquanto me arrumo. Mas tem três coisinhas que me causam irritação e que sempre são marteladas pelos jornalistas (formados ou não…):

1. Amigo pessoal. Pessoas, parem e pensem: alguém aí tem amigo impessoal? Pôxa, ou o sujeito é seu amigo, ou então é só um colega, conhecido, parente, casinho, pretê, sei lá, qualquer coisa, menos amigo. Como assim “fulano é amigo pessoal do senador“? Não consigo entender…

2. Descendência. Não entendo também como entrevistadores tarimbados e experientes insistem em perguntar para crianças e pessoas que não têm filhos qual a descendência deles. Uma pessoa com descendência italiana é aquela que tem filhos italianos. Se o entrevistador quer saber se alguém tem pais ou avós japoneses, então tem que perguntar qual a sua ascendência (para cima na árvore genealógica, sacou?). É simples: os filhos são descendentes, os pais, ascendentes.

3. Maiores informações. Alguém por favor me esclareça: como se mede o tamanho de uma informação? Em bits, em palavras, em caracteres, em conteúdo? Não dá, né? Então, não existem maiores informações. No máximo, a pessoa pode prestar mais informações.

Ok, podem me chamar de chata. Mas se a pessoa estudou para fazer esse trabalho e ganha (e bem) a vida com isso, por que não fazer o mínimo direito? Bem que eu nunca mais vi o professor Pasquale na telinha. Está fazendo a maior falta…

7 Responses

  1. Avatar
    6 agosto 2009 at 12:23 pm

    Gostei Lígia, bem observado. Será que existe mal observado?
    ; ))
    beijo

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      4 agosto 2013 at 2:39 pm

      Aahahahah… boa! Deve existir, né?
      beijos 🙂

  2. Avatar
    Daniel
    Responder
    6 agosto 2009 at 12:30 pm

    Bela observação!!!

  3. Avatar
    10 agosto 2009 at 11:15 pm

    Tem várias de jornalistas. Um dia escutei “uma inesperada surpresa”. Gritei com a TV que se é uma surpresa, é obvio que é inesperada.

    Você já viu esse vídeo?
    http://www.youtube.com/watch?v=JjzJFEtvVtQ

    Quando ví, rí bastante

  4. Avatar
    3 novembro 2011 at 11:37 am

    4 – Grnade Maioria, esta me mata, se e’ a maioria, ja e’ a maior parte de algo! ja por outro lado podemos dizer, maioria absoluta, ou seja, a segunda parte do grupo nao representa um numero relevante ou e’ zero.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      3 novembro 2011 at 12:47 pm

      Muito bem lembrado, Ignacio!
      Abraços e sucesso 🙂

  5. Avatar
    Pri-k
    Responder
    2 abril 2012 at 5:15 pm

    Sim, eu assisto Faustão!!
    Ontem ele falou “amigo pessoal”, na hora eu lembrei desse post.

    Bjxxx

Leave A Reply

* All fields are required