Elefante estampadinho

Hoje fui ver “Comer, rezar e amar” e nem posso dizer que fiquei decepcionada porque o trailer já dava dicas do que seria. Gostei do livro e, se fosse a autora, teria ficado bem zangada com as mudanças para a telona. Ficou parecendo que protagonista é fútil, rebelde sem causa e podre de rica, o contrário do que o livro conta.

A fotografia é bonita, mas, se considerar os cenários de tirar o fôlego, poderia ser melhor. Para ser bem sincera, a única cena que me emocionou mesmo (na verdade, eu praticamente chorei), foi quando um elefante todo estampadinho chega bem perto da Julia Roberts, na Índia. Acho que se um bicho lindo e meigo desses chegasse perto de mim, eu desfaleceria de tanta felicidade.

Agora vou ver se durmo cedo porque nessa noite, uma hora inteirinha vai-se embora com o horário de verão. O Conrado foi hoje de manhã para Recife (eu estaria lá com ele se não tivesse que ir a Jaraguá do Sul na terça e a Manaus na quarta) e já bateu a saudade.

Mas estou feliz porque o Breno, amigão de Manaus, prometeu que quando der uma folguinha me leva para ver um bicho-preguiça ao vivo e vou poder até pegá-lo no colo. Tomara que dê tempo dessa vez. Já pensou?

2 Responses

  1. Avatar
    Andrea
    Responder
    18 outubro 2010 at 11:43 am

    Tambem me decepcionei, preferia ter ficado so com as lembrancas do livro.

  2. Avatar
    Ana
    Responder
    25 outubro 2010 at 12:18 pm

    Oi Ligia!
    O filme também me decepcionou… o trailler parecia tão legal. Nem a Júlia Roberts salvou.
    Bjs
    Ana

Leave A Reply

* All fields are required