Adeus, meu amorzinho

Segunda-feira, dia 21, o Haroldo faria 13 anos. Mas ele partiu hoje, quietinho, doce e lindo. Como sempre foi.

Esse gatinho amarelo, que se chamava Haroldo por causa do tigre das tirinhas do Calvin da mesma cor, teve um papel muito importante na minha vida.

Era 2001, eu tinha me separado há alguns meses e estava triste, como é normal nesses casos. O Conrado (que tinha sido meu chefe, mas nesse tempo já trabalhava em outra empresa) era meu melhor amigo e sabia da minha paixão por bichos. Meu ex-marido era um querido, mas não curtia ter animais, de forma que ficamos 8 anos casados sem nenhum peludo em casa.

Eis que o Conrado um dia apareceu na hora do almoço no meu trabalho dizendo que queria comprar um gatinho (nessa época a gente ainda não sabia que bicho não se compra) e me convidou para ir junto escolher. Ele levou o Haroldo para casa e no dia seguinte me ligou dizendo que não tinha se adaptado, se eu poderia cuidar do fofinho. Era uma maneira de me dar o que eu sempre quis, mas com a típica gentileza que o Conrado tem de fazer as coisas. Ele sabia que eu queria ficar pelo menos um tempo sem namorar ninguém e que não tinha ido atrás de um bichinho porque ainda estava com despesas de mudança e apartamento novo.

Bom, desnecessário dizer que ele ia sempre visitar o Haroldo (muito esperto esse Conrado, vim a saber depois que foi tudo premeditado) e acabamos ficando juntos. O Haroldo foi para minha casa aos 3 meses de idade e dividimos o mesmo apartamento e a mesma cama por quase 10 anos (somente em 2010 o Conrado e eu decidimos morar juntos, apesar de sermos casados no papel desde 2006). Esse querido passava as madrugadas ao meu lado estudando e trabalhando; quando eu ficava muito tempo no computador, deitava-se languidamente no teclado de maneira que era impossível continuar a função sem parar para uma sessão de cafuné.

Ele adorava dormir no meio das minhas roupas e era o gato mais fofo e cheiroso do mundo; o pelo dele sempre foi o de um gato bebê, fininho e macio. Eu realmente amei o Haroldo com todas as forças do meu coração.

Quando a gente veio para Berlin, minha mãe mudou-se da casa dela para ficar no nosso apartamento cuidando dos peludos, que a essa altura já eram quatro. Eles já tinham uma certa idade e achamos que a viagem, longa e desgastante, além da mudança radical, seriam muito traumáticas para eles. Meu coração ficou despedaçado, claro, mas o conforto e a segurança deles em primeiro lugar. Já que podiam contar com uma avó amorosa, foi mesmo a melhor solução.

O Haroldo sempre foi tímido com as pessoas e se escondia ao ouvir vozes de visitas. Oferecia o privilégio da sua fofura para muito pouca gente no mundo e, inacreditavelmente apaixonou-se pelo Adalberto, namorado da minha mãe. Sempre serei grata à minha mãe e ao Adalberto pelo carinho e cuidado que eles deram aos nossos peludos.

Perdemos o Heitor (também velhinho) em agosto e agora ficaram o adorável Otávio e o floquinho Horácio. Aqui em Berlin a gente adotou a Charlotte e amo muito todos eles.

Mas o Haroldo foi único e sempre será o amor da minha vida.

Eu sei que uma hora ele tinha que ir, que estava velhinho, que não tinha mais forças, que ele teve uma vida boa e cheia de amor, que fizemos tudo o que era possível para que ele sobrevivesse, que foi melhor para ele acabar com o sofrimento, que está tudo bem agora.

Mas isso não diminui o buraco que ficou no meu coração. Pudessem ter todas as pessoas o privilégio que tive de amar e ser amada de maneira tão pura e completa, o mundo não seria tão duro e violento.

Tchau, Haroldo. Obrigada por ter existido, me feito tão feliz e sido meu companheiro por tantos anos.

Nunca vou me esquecer de você, meu amor.

DSC_0009

DSC_0011 IMG_3481 DSCN0774 IMG_3328 IMG_3456 IMG_3473 DSC02303 IMG_1662 IMG_3335 IMG_1668

 

19 Responses

  1. Avatar
    Clotilde♥Fascioni
    Responder
    18 outubro 2013 at 5:07 pm

    Sem palavras e com muits lágrimas de saudade. Este ano está muito pesado para o meu coração. 🙁

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:25 am

      Mãe, você ficou com a parte mais difícil, que foi acompanhar o fofinho até o final e cuidar dele. Obrigada, eu te amo <3

  2. Avatar
    Jacqueline
    Responder
    18 outubro 2013 at 5:19 pm

    Querida Ligia, lagrimas rolaram ao ler o seu adeus… Sinto muito por mais esta perda, um abraco apertado de conforto.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:24 am

      Obrigada, Jacqueline <3

  3. Avatar
    Claudia
    Responder
    18 outubro 2013 at 5:21 pm

    Tudo lindo. E o Haroldo agora está encantado.

    Um beijo, querida!

    Claudia

  4. Avatar
    Adalberto
    Responder
    18 outubro 2013 at 5:46 pm

    Faltou a foto mais bonita dele, é aquela que vocês dois estão dormindo.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:23 am

      Vou colocar a pedido, Adalberto, tinha até me esquecido <3

  5. Avatar
    Rosana Conte
    Responder
    18 outubro 2013 at 6:43 pm

    Homenagem mais linda ele não poderia ter, lindo o seu relato, me emocionei…hoje comecei (Beagles) e acabo o dia chorando (Haroldo).

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:23 am

      Pois é, Rosana, o dia hoje está bem triste 🙁

  6. Avatar
    Livia
    Responder
    18 outubro 2013 at 9:12 pm

    Professora! Que texto (despedida) lindo! Eu me senti íntima do Haroldo e fico feliz que ele tenha sido uma ponte para seu enlace atual! Uma relação linda de treze anos com muito amor! Me deu vontade de ter um gatinho….
    Meus sentimentos… Beijos …

  7. Avatar
    vani
    Responder
    18 outubro 2013 at 9:26 pm

    LIGIA quando vi eu achei q ele iria sair dessa .
    mas hoje fiquei triste mas foi melhor ele não sofrer.
    fica com Deus minha linda .bj abç

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:23 am

      Pois é, queridona! Era a hora dele, mas ainda tem os outros dois peludos para afofar… que bom, né?
      beijso e melhoras <3

  8. Avatar
    Daise
    Responder
    18 outubro 2013 at 9:33 pm

    É difícil lidar com a ausência… Mas vai passar…

  9. Avatar
    19 outubro 2013 at 2:04 am

    Ai, Ligia, que texto lindo. E que amor mais lindo ainda.

    Simples e puro como só os gatinhos sabem nos dar.

    Fique bem!

    Beijos e sucesso!!!

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:22 am

      <3

  10. Avatar
    Cecilia Schneider
    Responder
    19 outubro 2013 at 2:25 pm

    Ligia, um beijo especial por esse seu momento…!
    Te compreendo taaantooo….
    Ano passado meus dois amores (persas também) partiram e até hoje o buraco em mim ainda não fechou totalmente. Eles também eram velhinhos.
    E agora, como você, também tenho uma princesa adotada, bem parecida com a sua Charlotte, ajudando o buraco em mim ficar cada vez menor…
    Cecilia

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:22 am

      Obrigada, Cecília! As Charlottes são ótimas mesmo <3

  11. Avatar
    Giselle Maria
    Responder
    19 outubro 2013 at 9:20 pm

    Nossa Ligia meu coração está despedaçado com suas duas perdas, já perdi alguns gatinhos vítimas de ignorância de um ser sem coração e cruel, (sempre adotei gatos de rua) alguns eu consegui salvar e me deram mta alegria…mas depois de algum tempo simplesmente desapareceram, nem gosto de pensar que foram vítimas de novo e eu não estava por perto pra ajudar, pois gatos andam mto e são curiosos e querendo ou não sempre vão passear na vizinhança (e no meu caso o perigo morava ao lado).
    Eu não suporto ouvir falar qdo um serzinho iluminado desses passa por momentos dolorosos antes de partir, para mim eles são exemplo de pura inocência, carinho, companheirismo, atenção e muito am. Meus sinceros sentimentos!!! Sei que sua dor é incurável, com o tempo ela vai diminuindo, mas nunca esquece…bjsssssssss

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      20 outubro 2013 at 8:21 am

      Obrigada, Giselle! realmente, gatos que vivem em casas são bem mais difíceis de controlar. Deve bater um certo desespero…
      Beijos <3

Leave A Reply

* All fields are required