Eflorescência, manopla e pusilânime

Pintura: Gustav Klimt (meu pintor favorito; é...hoje estou romântica)

Nossa, só porque fiquei enferrujada sem escrever contículos a partir de 3 palavras achadas aleatoriamente no dicionário, não precisava avacalhar, né? Agora vou ver o que consigo fazer com esse trio complicado. Vamos lá…

***

Solange acordou com a manopla do seu marido bem em cima dos olhos. Arlindo, que ganhava a vida como jardineiro, era assim mesmo; relaxava tanto no sono que se esparramava todo. A moça nem se mexeu, pois aquela mãozona acabava servindo como máscara e ela sempre dormiu melhor no escuro.

Os últimos meses foram complicados: Solange ficava mal no inverno, sentia muito frio, não tinha vontade de sair da cama para nada. Bela profissional: quem é que iria querer uma faxineira pusilânime?

Foi aí que nossa protagonista se deu conta: estava toda animadinha e plena de energia, mesmo sem saber se fazia sol ou não.

Sentiu um formigamento no cabelo e afastou com cuidado a mão do marido. Engraçado, parecia terra e folhas; estava até um pouco úmido. Uma bolinha no canto em forma de gota; seria um botão? Gente, por isso é que ela estava tão cheia de ideias: sua cabeça estava em plena eflorescência!

Olhou para o Arlindo e pensou: coisa mais linda, esse Amor-Perfeito

3 Responses

  1. Avatar
    16 março 2012 at 5:29 pm

    Adorei este texto. Vou voltar a recomendar este site!

  2. Avatar
    Fatima
    Responder
    17 março 2012 at 7:28 pm

    Peraí, guria! Isso tá mó coisa lindaaa! Caraca! Como é que eu não escrevo um negócio assim tão tão leve, tão love, tão live? Lígia você está poetíssima neste texto! Conhece a escritora Ivana Arruda? Seu conto me remeteu a ela.A Ivana escreve (inclusive)coisas assim cheias de poesia e surrealismo. Parabéns, tá? Fatima/Laguna

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      19 março 2012 at 8:07 am

      Ahahahah… gostou? Devo estar muito romântica, ultimamente…. vou ficar um mês longe do maridão e as saudades já estão batendo forte 🙂
      Beijocas e saudades!

Leave A Reply

* All fields are required