Mulher misteriosa

gefaehrliche

Cada vez mais gosto do Haruki Murakami; além de criativo em algumas histórias, ele consegue falar de sentimentos com muita propriedade, o que acho muito difícil de fazer sem cair no melodrama. Em “Gefährliche Geliebte” (tradução livre: “Amante perigosa”), ele conta a história de um homem, filho único, que tem somente uma amiga de infância, também filha única (fato aparentemente incomum no Japão logo depois da Segunda Guerra). Eles encontram-se todas as tardes para ouvir música e ler. Depois de um tempo ele se muda e os dois nunca mais se encontram. O menino cresce, tem alguns relacionamentos (num deles magoa de maneira indelével uma namorada), acaba se casando por amor e sendo um empreendedor de sucesso em dois bares de jazz em Tokyo. Até que um dia reencontra a amiga de infância, completamente transformada e muito, mas muito misteriosa.

Acredito que já tenha comentado, mas me agrada muito ler uma história que se passa no Japão, e não nos EUA, Europa ou mesmo América do Sul, cenários da maioria esmagadora dos romances que li até hoje. E ver como sentimentos são coisas universais, independente das diferenças culturais profundas que cada lugar tem.

Vale muito a pena, recomendo passar uns dias com Hajime e Shimamoto.

3 Responses

  1. Avatar
    5 agosto 2016 at 4:28 pm

    Eu amo a escrita de Murakami, eu tenho uma facilidade em aceitar e aproveitar o que ele escreve, pois acho que livro é isso, misturar fantasia com realidade e escrever uma boa história, eu ainda não vi esse livro no Brasil, mas acho que se não foi lançado, logo ó será, pois acho que os livros dele tem tido boa aceitação por aqui.

    o último livro que li dele foi Sono, um conto que recomendo fortemente.

  2. Avatar
    Catarina
    Responder
    30 agosto 2016 at 2:24 pm

    Este é o livro “South of the border, west of the sun”, não publicado em português.

    • ligiafascioni
      ligiafascioni
      Responder
      31 agosto 2016 at 5:12 am

      Obrigada, Catarina! Sim, a versão em alemão foi traduzida do inglês, que tem esse título mesmo 🙂

Leave A Reply

* All fields are required