Buquebus

Ontem acordamos às 4 da matina para carregar as motos, abastecê-las e pegar o buquebus às 6 horas. O trajeto dura 3 horas (tinha um mais rápido, de uma hora só, mas saía de Colônia de Sacramento somente às 11h30 e ainda tínhamos que rodar 640 km até Baía Blanca).

O buquebus é uma mistura de balsa, navio e aviao, que cruza o Rio da Prata (divisa entre Uruguai e Argentina) diariamente. Os horários nao batem muito (quando chegamos, a informacao que tínhamos era que o rápido saía às 9h30 segundo o site da empresa, completamente furado). Entao, tem que olhar no dia mesmo. O rápido é mais caro e cada moto paga separado. Mas o preco também nao bate muito bem, pois tivemos que ir de primeira classe (sorry) porque os lugares na classe turística tinham se esgotado. De qualquer maneira, a diferença não era tanta, mas, entre passagens para nós e para as motos foram quase R$ 600,00 (eles aceitam Mastercard e Visa).

A gente precisa chegar no embarque pelo menos uma hora antes para fazer o check-in, embarcar as motos e fazer papelada da imigração. Apesar do sono e do cansaço, achei bem bacaninha…

Compartimento de veículos: parece balsa, mas é buquebus
Compartimento de veículos: parece balsa, mas é buquebus
Pessoa com cara de sono: parece aviao, mas é buquebus
Pessoa com cara de sono: parece avião, mas é buquebus
Vista interna: parece navio, mas é buquebus
Vista interna: parece navio, mas é buquebus

2 Responses

  1. Avatar
    Erly Miranda
    Responder
    16 dezembro 2009 at 8:07 am

    Wow!
    Isso sim que é fazer travessia.
    1st Class?

  2. Avatar
    22 dezembro 2010 at 12:06 am

    ЎUf, me gustу! Tan clara y positiva.

    Truden

Leave A Reply

* All fields are required