Totally free!

Imagem: Ambient Media

Estou aqui lutando para não misturar inglês e alemão na cabeça, mas está difícil. Acho que só vou conseguir voltar a falar um inglês minimamente inteligível depois que o alemão estiver bem firme e eu conseguir separar as duas coisas automagicamente dentro do “célebro”.

Mas enquanto isso não acontece, continuo lendo em inglês para não esquecer e pegando umas dicas aqui e ali. Achei essa aqui ótima para quem quer relembrar umas regrinhas. Você faz uma assinatura grátis no Tecla SAP e recebe um e-mail por semana com alguma dica valiosa (é só clicar aqui). Na primeira mensagem você ainda recebe o e-bookPagando mico em inglês“.

Isso não é propaganda paga, é que achei o projeto bacana e resolvi dar uma força (bom para todo mundo). Recomendo!

Na prática, a teoria é mais divertida!

Nesse feriado tive o privilégio de participar do workshop Inovação + Design Thinking promovido pela dupla dinâmica Maria Augusta Orofino e Maurício Manhães, da InnovaService. Foram dois dias para descolar os neurônios, como disse uma participante. Uma coisa é estudar inovação e design thinking em livros, outra bem diferente é desenvolver um produto inovador na prática.

Eles começam os trabalhos falando do conceito da VaCa RoSa, acrônimo para a técnica de Variação Cega e Retenção Seletiva. A variação cega parte da metáfora baseada no darwinismo, onde a natureza faz variações aleatórias sobre um tema (ou, no caso, ser vivo) e a retenção é feita seletivamente, pelo desempenho de cada uma. Então, no começo houve girafas pescoçudas, orelhudas, linguarudas e até estrábicas. As características que tiveram desempenho melhor e contribuíram para a sobrevivência da espécie foram reproduzidas, fazendo esses animais, hoje em dia, terem pescoços e orelhas bem desenvolvidos. Mas, no começo da variação cega, não havia como saber como ia ser a forma final da girafa.

Workshop ou palestra?

Atenção, pessoal que organiza e divulga eventos: workshop e palestra são duas coisas absolutamente distintas! Workshop não é um nome mais chique para palestra, como alguns podem pensar.

Numa palestra, você compartilha suas ideias por um tempo que varia entre 60 e 90 minutos e depois as pessoas fazem perguntas (pode ter algumas variações, como perguntas durante a explanação, que eu até prefiro, mas é basicamente isso).

Um workshop pressupõe interação e experiência prática (não é à toa que a tradução em português é oficina — quase ninguém usa porque não é tão chique). Nesse caso, quem está participando não é apenas passivo; vai sair de lá com alguma coisa construída. Ah, e inserir uma dinâmica de grupo não configura workshop (detesto aquela de abraçar o estranho ao seu lado ou cantar músicas bregas com mãozinha para cima…eheheh).

Oficina de encadernação

Sábado delícia! Participei de uma oficina de encadernação promovida pela GM2 Papeis Especiais e me diverti horrores. Primeiro o ambiente, que é o paraíso para quem ama papel. Depois, os participantes (apenas 5), divertidíssimos. A professora (Joana Amarante), um poço de paciência, nos ensinou a fazer 2 modelos de caderninhos de anotação: um com capa de papel vegetal grosso e um com capa de papelão, mais durinha; depois, um álbum de fotos no formato concertina (aquela sanfoninha).

A gente corta tudo com estilete, fura e costura com linha e agulha comuns. Os papeis maravilhosos é que fazem a diferença. Uma terapia e tanto, além de render presentes bem personalizados e charmosos. Ficou com inveja? Manda um e-mail para contato@gm2papeisespeciais.com.br e pede para se cadastrar. Eles avisam toda vez que tem oficina de origami (há várias temáticas), encadernação e tudo relacionado com papel.

Design automotivo

O Márcio Sartori, da Ícon design, um estúdio especializado em design automotivo, escreveu porque observou a quantidade de comentários de um post de 2008 relacionado ao assunto.  Eles oferecem cursos de sketch, gestalt automotivo, rendering digital, modelação em alias e em breve modelação em clay. Então, para quem quer se iniciar no assunto e não […]

Chega de comida feia

Para quem está em Sampa, essa é imperdível. Nos dias 29 e 30 de novembro, o fotógrafo Michel Téo Sin e o Food Stylist Heiko Grabolle, do Fotografia de Comida, vão ensinar os segredos para quem quer que seu macarrão fique bem na foto. E também o pudim, o feijão, as empadinhas…hummm… Ficou curioso? Clique […]

Tudo sobre design gráfico

Ou pelo menos, quase tudo. São nada menos que 50 lições que falam de tipografia, design baseado em grids, teoria das cores, teoria do design, interface com o usuário e usabilidade. Tudo isso de graça, presente do generoso Danny Outlaw. Imperdível! Clique aqui e divirta-se!

Ôba! Vamos fazer teatro!

Uma das coisas que eu sempre quis fazer é um curso de interpretação. Pois minhas aulas começam na próxima sexta, dia 14, na CNT (Florianópolis, SC). É um curso Livre de interpretação para cinema e TV que, além de divertir, haverá de ser bem útil para aprimorar minhas palestras. A escola tem outros cursos bem […]